Competência, ainda que tarde

Juros aumentando, alta do dólar e nenhuma previsão de saída... o que o Brasil pode fazer para amenizar os efeitos da crise

Existe sempre, 3 jeitos de fazer alguma coisa.

A maneira certa

A maneira errada

E o jeito de governar brasileiro (Que é igual a maneira errada, só que, bem mais caro.)

Partido político apenas se divide em dois, o que está mamando e o que está querendo mamar. Em campanha eu fui amplamente contra a reeleição de Dilma, agora me encontro completamente indeciso se eu quero ou não que haja um Impeachment. Bem, em primeiro plano devemos considerar que existe uma crise mundial (Sim, o brasil está inserido neste meio, diretamente e indiretamente podemos e seremos afetados por ela) que está assolando a União Européia, China (Quem diria que isso iria acontecer?) e o exemplo mais claro a Grécia.

No Brasil, podemos exemplificar a situação nacional de uma maneira simples, imagine que você esteja com um copo de plástico (Poder público), e este esteja com um furo no fundo (o furo representa os pagamentos e a saída de caixa da receita), quando se coloca água (Água é a receita, dinheiro de impostos e tributos arrecadados do povo para o governo) nesse recipiente irá, obviamente, sair água. O problema está na quantidade de FUROS na parte de baixo desse copo. E o erro do brasil está JUSTAMENTE AÍ. Ao invés deles taparem os buracos, ainda que temporariamente, eles aumentam justamente a quantidade de água. Cobrando mais impostos, aumentando a luz, diminuindo o crédito e tirando os dólares em circulação.

Em um modelo de Administração arcaico o Brasil corre atrás do próprio rabo quando se trata de fazer uma gestão de qualidade. Nosso país tem condições de sair dessa crise, o necessário é tapar os buracos, diminuir as contas públicas, enxugar os custos, diminuir os trabalhos inúteis e trabalhar para manter a fiscalização dessas contas na qualidade máxima. O Brasil nunca precisou tanto de uma qualidade administrativa equivalente ao do setor privado.

E por aqui encerro minha reflexão.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento