COMO PUDE VIVER SEM CELULAR ?

COMO PUDE VIVER SEM CELULAR ?Maikel_Eduardo@hotmail.com Às vezes paro e me pergunto como pudemos viver tanto tempo sem celular, essa maravilha da tecnologia que é capaz de coisas incríveis e antes pensadas somente nos filmes de ficção cientifica. Lembro-me que quando criança, algo em torno de meus 12 anos, morava em um prédio residencial e quando minha mãe precisava me chamar para almoçar, ela abria a janela da sala no 6º andar e dava um belo grito. Pronto! O almoço estava servido. Existiam também outras técnicas usadas pelos nossos pais, lembro que o pai de um dos meus amigos dava três longos assovios e novamente, pronto! Meu amigo sabia que era hora do almoço. Hoje estas situações são impensáveis. Para que gritar? Basta ligar no celular que demos para o Joãozinho de presente do dia das crianças. Assovios? Que coisa antiga! É mais fácil enviar um torpedinho para o celular que demos de presente para a Mariazinha no Natal. E dessa forma o celular virou um objeto tão comum em nosso cotidiano que nem percebemos quantos hábitos foram alterados por causa dele. Hoje os pais conseguem saber exatamente em que lugar seus filhos estão, apertando apenas algumas teclas do celular e em alguns momentos... que maravilha ! A localização de seu filho aparece na tela de seu celular. Viva ! Encontrei ! Esse e muitos outros serviços tornaram o celular, antes um objeto restrito a uma classe social financeiramente privilegiada, em um objeto disponível para todas as camadas sociais e que serve como: Agenda telefônica, Agenda de compromissos, guia de lazer, e-mail, mini game, câmera fotográfica, rádio, mp3, televisão e entre uma coisa e outra ainda serve se for preciso como aparelho telefônico. O celular está já tão enraizado a nossa pessoa que não se preocupe e nem saia por ai procurando um psiquiatra se por acaso do nada você começar a ouvir o celular tocar mesmo quando ele está desligado. Já ouvi uma pessoa dizer que sentiu o celular vibrar no bolso da calça e quando colocou a mão no bolso ele estava vazio. O celular havia ficado em casa ! Essas e outras situações similares chegam ao meu conhecimento diariamente. Pessoas que saem para trabalhar e no meio do caminho descobrem que esqueceram o celular em casa. Pânico geral ! Peguem o primeiro retorno, preciso voltar urgente. Perguntam se ele esqueceu os documentos, a carteira, ou até mesmo algum remédio que esteja tomando, e a resposta normalmente é sempre a mesma: - Não ! Algo mais importante que tudo isso. Esqueci meu celular em cima da televisão ! Talvez você esteja pensando nesse momento para que serve então um celular além de nos deixar viciados ? No meu caso eu tenho uma pequena lista que vou compartilhar com vocês. ❐Ligar para o socorro quando o carro pifar em um lugar sem telefone ❐A tranqüilidade de saber que seu filho poderá lhe encontrar a hora que precisar ❐Receber e enviar recados urgentes em qualquer lugar. ❐Ter a tranqüilidade de poder ligar no celular do seu médico se for preciso. ❐Pedir aquela pizza enquanto você ainda está no transito e chegar em casa e encontrar o motoboy lhe esperando. ❐Ter mobilidade para trabalhar, estudar, passear, enfim... VIVER ! Não sei se você faz parte do grupo que ama ou odeia celular, o que eu sei e tenho certeza é que cedo ou tarde você vai ouvir seu filho dizendo: - Pai, pare de assistir ao jogo de futebol no celular que eu quero ver desenho. E o pior será a resposta que você vai dar: - Hoje não Pedrinho. Depois do jogo eu vou pagar algumas contas pelo celular e depois sua mãe vai fazer as compras de supermercado também pelo celular. Se vocês não acreditam no que eu estou dizendo esperem pelos próximos natais, e lembrem-se que à apenas algumas décadas atrás, celular era realidade somente nos filmes de ficção cientifica !
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.