Como otimizar os resultados do seu negócio utilizando do PDCA

O PDCA na sua essência é responsável pela melhoria contínua de processos, pessoas e resultados, ou seja, pela sua própria filosofia, aplicando-se todas as etapas do ciclo da maneira correta os resultados são naturalmente alcançados.

Por ter na sua essência a busca constante por melhores resultados, o PDCA em muitos os casos é pressionado pela maioria das empresas por ganhos a curto prazo. Não temos nada contra resultados de curto prazo, mas precisamos acompanhar a evolução da maturidade do negócio em detrimento às pressões dos empresário e esperar que a sua empresa possa ter resultados excelentes e ao mesmo tempo se acostumar com esse número (gerenciamento da rotina) para na sequência buscar resultados ainda melhores (gerenciamento pelas melhorias) e retroalimentar o ciclo do PDCA em busca de otimizar seus números.

Não podemos esquecer jamais que o pressuposto para melhoria e otimização dos resultados passam por dois processos. O primeiro é a estabilização da rotina que nada mais é do que a padronização dos processos garantindo a previsibilidade e manutenção das atividades executadas no dia-a-dia. Após o cumprimento dessa fase a empresa está apta a dar um novo passo para o gerenciamento da melhoria e a partir desse girar novamente o PDCA para transformar as melhorias em rotina amanhã e retroalimentar o ciclo.

A chave para garantir a melhoria é partir sempre da premissa de que a rotina deve ser estabilizada, isso garante o novo patamar, diferente disso, podemos classificar de mudança contínua e não de melhoria contínua.

O ato de mudar constantemente os processos não garante a melhora nos resultados, ou melhor, pode até alcançar bons resultados, isso acontece em alguns casos, mas os resultados ruins do passado podem voltar a qualquer momento visto que não há um processo estabilizado implantado. Em outras palavras as metas alcançadas hoje podem não se repetir e haver um retrocesso em números até piores do que os anteriores.

Quando se fala em rotina estabilizada há pelo menos que se esperar por 3 (três) meses de repetição no alcance das metas para só a partir daí que analisar, sempre em conjunto com quem conhece o processo, as novas metas e girar novamente o PDCA.

Finalmente podemos concluir que para otimizar os resultados de qualquer negócio usando o PDCA temos necessariamente que estabilizar a rotina pra depois garantir a melhoria contínua dos processos e da liderança. Sem dúvida só estaremos prontos para girarmos verdadeiramente o PDCA após termos a certeza absoluta que a rotina está estabilizada.

Por Cláudio Gonçalves – Expert em Controladoria e Finanças

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento