Como funciona o RFID?

RFID além de gravar e transmitir dados a uma boa distância, pode ser conjugado com sensores de temperatura, humidade, presença, GPS, etc. Com todas estas funcionalidades conectadas a um computador abre um grande leque de possibilidades para desenvolver soluções inteligentes.

A tag RFID é uma etiqueta com microchip com dados gravados que são enviados por meio de ondas de rádio. É a mesma tecnologia do rádio de pilhas com a diferença de transmitir dados no lugar de vozes. Os dados são captados por uma antena conectada a um computador que faz o processamento das informações capturadas. Desta forma, a solução RFID necessita de no mínimo de 4 componentes para funcionar perfeitamente.

1) Tag RFID é a etiqueta inteligente, com um chip encapsulado onde é gravado a informação com ou sem bateria. O ambiente (sujo, úmido, baixa ou alta temperatura, corrosivo, etc) determina o material para encapsular o chip: plástico, vidro, tecido, madeira, couro, etc. Pode ter diversos formatos e dimensões: espessura (altura), comprimento e largura.

2) Antena para captura (leitura) da tag RFID: fixa ou móvel. Antena fixa: pedágios de veículos nas estradas ou entrada de estacionamentos. Antena móvel: coletores de dados com antena para captura (leitura) RFID.

3) Middleware: Software para o tratamento de dados capturados. Diferente de uma etiqueta de código de barras são capturadas várias etiquetas simultaneamente, várias vezes. Por isso, a antena fixa precisa estar conectada a um computador para poder processar uma etiqueta por vez.

4) Aplicativo: software para processar os dados enviados pela tag RFID, para agregar “inteligência” aos processos. Com a combinação do RFID com sensores de temperatura, GPS, etc, é possível projetar aplicativos que podem modificar a maneira de atender os clientes e prestar serviços, agregando novos valores ao seu negócio.

RFID ativa e passiva

- RFID passiva: não tem transmissor ativo ou seja não tem bateria interna. É ativado na presença do campo magnético da antena fixa. Por isso, pode ter pequenas dimensões e vida útil maior. A captura é limitada ao alcance do campo magnético que a etiqueta pode receber.

- RFID semipassiva: são híbridas das etiquetas ativa e passiva. Possui uma bateria de baixo custo, porém não tem transmissor. Da mesma forma que passiva são ativadas pela antena de captura fixa ou móvel, porém, como utiliza a bateria para transmissão, o sinal de transmissão é forte e pode alcançar distâncias maiores.

- RFID ativa: opera com bateria interna, por isso, pode transmitir dado e custa mais caro. Indicado para soluções complexas, com necessidade de armazenar dados, grande raio de leitura. Exemplo: disparar alarme, medir temperatura, rastrear a localização de objeto ou pessoa em movimento integrado a GPS, etc.

Faixa de frequência RFID

A faixa de frequência determina a distância de transmissão, o custo da etiqueta RFID e a aplicação. A tabela abaixo mostra uma visão resumida por frequência da tag RFID.

RFID

Distância

Vantagens

Desvantagens

Exemplos de aplicações

LF

Baixo: 0,5 m

Custo: baixo velocidade: baixa

Baixo alcance leitura

Controle de acesso, autenticação, identificação

HF

Médio: 1 m

Custo: médio velocidade: média

Potencia alta dos leitores

Smart cards, bilhetes

UHF

Bom: até 9 m

Custo: alto velocidade: boa

Não opera bem, próximo a metais, líquidos

Pedágio de veículos em movimento nas estradas

Distância de leitura da tag RFID

Da mesma forma que o rádio de pilha a captura pode falhar dependendo do lugar porque alguns materiais impedem a propagação da onda de rádio. Os principais fatores que podem influenciar na distância da leitura são:

- posição da etiqueta, posição da antena (leitora) em relação a tag, por causa raio de leitura.

- obstáculo entre a etiqueta e a antena (leitora): corpo humano, líquido, metal, madeira, etc.

- ponto cego: pontos onde não há captura dependendo do ângulo, distância, obstáculo, etc.

- tag colada em superfície metálica: campo magnético do metal diminui muito o raio de leitura.

- velocidade: objeto em movimento muito elevado.

A importância do aplicativo

As funcionalidades da tecnologia RFID conectados a computadores, abrem um grande leque de possibilidades para desenvolver soluções inteligentes. O software será o componente principal para mudar a forma de operar os negócios, agregar mais segurança, diminuir prazos e custos, proporcionar mais satisfação aos clientes e maior rentabilidade nos negócios.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento