Como fazer network sem parecer “interesseiro”?

É notório que para se ter sucesso no mundo de business, não basta apenas ser dotado de um ótimo currículo. Possuir uma rede de relacionamentos eficazes e ativos é praticamente questão de sobrevivência no meio profissional.

O administrador Max Gehringer traduz network como alguém bem empregado que possa dar uma referência ou fazer uma recomendação quando surge uma vaga, outros autores irão dizer que network consiste em um relacionamento onde há troca mutua de informações, conhecimento e algum tipo de ajuda (seja profissional/ acadêmica), sendo assim, entendemos a primordialidade de criar, preservar e explorar contatos profissionais.

Recentemente participei de uma palestra e um curso ministrado por uma figura de bastante relevância para a área de Administração, me interessei pelo ensino ministrado e sentia-me bastante confortável com o ambiente até a hora do famoso Coffee Break. Antes que eu ao menos pensasse em me aproximar do palestrante um grupo de garotas sem aparentemente muito “assunto” o sufocaram e eu preferi não me achegar. Daí surgiu a seguinte pergunta em minha mente:

Como fazer Network sem parecer “Puxa saco” ou “Interesseiro” (a)?

Sem resposta, decidi estudar, trocar ideias com alguns amigos mestres e cheguei às conclusões que seguem:

Não é a quantidade de contatos que fará a diferença em sua carreira e sim a QUALIDADE dos mesmos: Um grande erro cometido por profissionais que desejam fazer network é adicionar dezenas de pessoas em suas páginas sociais (Facebook, Linkedin). Segundo um artigo da Endeavor Brasil é necessário preocupar-se em escutar e focar sua atenção em pessoas em quem você vê potencial de relacionamento futuro seja como fornecedor, parceiro de negócios, sócio ou funcionário.

2º Cultive os relacionamentos: Uma atitude de grande importância é manter um vinculo com as pessoas que você julga significativas para o seu crescimento profissional, encontre afinidades pessoais, subjetivas, que tragam familiaridade para a relação e sempre que possível mantenha o contato.

Não seja chato (a): Outro erro muito comum ao encontrar alguém que seja de relevância para a carreira é tentar “vender-se” o tempo todo, contando os seus planos e os seus feitos. Por favor, não seja CHATO (a), o conselho do Dr. Roberto Shinyashiki nessas ocasiões é: se interesse pela pessoa em questão, pergunte de seus projetos e planos. Ouça mais, fale menos.

4º Evite Bajulações: Profissionais famosos e reconhecidos são cercadas todo o tempo por pessoas interesseiras e falsas, portanto, não entre nessa fila. Faça elogios apenas quando o cumprimento for realmente sincero.

5º Seja interessante: Marketing pessoal é imprescindível no networking. Cuide de seu intelecto, entretanto, não descuide de sua aparência. Seja moderado e convicto no falar, evite expressões como “Eu acho”, se por acaso for em uma palestra ou curso, esteja entrosado no assunto e faça perguntas pertinentes a fim de ganhar visibilidade.

6º Não perca oportunidades: Caso você seja tímido (a), e tenha algo deveras substancial para falar com um palestrante ou profissional, não perca a oportunidade de iniciar um diálogo recorra a intermediários que "quebrem o gelo" e que te apresente a desconhecidos.

Por fim, lembre-se que para conquistar outros profissionais, é preciso ser humilde, buscar afinidades e evitar bajulações. Explore seus relacionamentos e tenha muito Sucesso!!!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento