Como fazer marketing pessoal sem parecer prepotente

Aparecer é apenas um dos pontos para construir uma boa imagem profissional, concentrar-se apenas nisso vai te transformar em um bobão. Veja como ser mais eficaz.

Muita gente pensa que um bom marketing pessoal é baseado em publicidade de si mesmo. Pessoas assim, se exibem o tempo todo, às vezes de forma chata, principalmente nas redes sociais. São exemplos profissionais que fazem das timelines portfólio ou em uma espécie de coluna social às avessas – parecem que trabalham 24 horas – e só falam delas, nunca elogiam parceiros, nem indicam conteúdo dos outros. É aquele sujeito que na mesa de bar só fala das conquistas profissionais, não deixa o colega falar, só espera a vez de ter voz novamente, para falar de si mesmo, claro. São pessoas que dão valor extremo às roupas que vestem para visitas.

Em síntese, quem faz o marketing pessoal de forma equivocada acredita que ele é a soma de:

Exposição + cuidar da vaidade

Sim, esta combinação faz parte do marketing pessoal. Até porque, como mostrado em uma pesquisa, um dos motivos do apagão de talentos em vendas é a falta de candidatos para o setor. Assim, é recomendável que os profissionais que estão na área apareçam de forma inteligente.

Mas especialistas em carreira são unânimes em apontar características que têm mais a ver com conduta do que com se mostrar. Bruna Gason, atriz que foi chamada para dar treinamentos nas grandes empresas e abandonou o teatro por causa do sucesso como consultora, diz que ser pontual é um dos itens que ajuda a construir uma boa imagem, que é o objetivo do marketing pessoal. E olha que a dica veio de uma profissional que se expunha muito, sucesso para ela nos tempos de atriz era a plateia cheia. Mas Bruna ainda ressalta que a pontualidade nos testes de elenco contavam pontos para ser escolhida.

Ela ainda ressalta a importância de se conhecer antes de qualquer coisa, pois ao saber quais seus pontos fracos e fortes, é possível vender com segurança suas qualidades, sem fazer propaganda enganosa. O autoconhecimento ainda dá condições de desenvolver as características que são fundamentais para alcançar o sucesso.

Max Gehringer disse em palavras bem simples o que é o marketing pessoal. Segundo ele, é a habilidade de crescer sem ser chato nem puxa-saco de ninguém.

Para conseguir isso, ele elencou várias características essenciais para um marketing pessoal efetivo. Visibilidade apareceu, porém na sétima posição e não apenas no sentido de se mostrar, mas de estar sempre disposto quando precisarem, se oferecer voluntariamente quando houver alguma tarefa importante. Isto porque sua imagem, o que você mostra, tem que ser condizente com suas ações. Por isso, antes ele falou sobre:

Disposição para ajudar o outro


Não guardar para si o que sabe e se oferecer para ajudar o colega quando você puder ajudar

Ser paciente:
Saber que leva tempo chegar aonde se deseja. Não pensar que em uma semana de empresa é preciso ser promovido já, o que faz que o funcionário demonstre ansiedade

Liderança:
Capacidade de influenciar as pessoas, formar opinião

Otimismo:
Não é pensar que tudo dará certo, mas encontrar soluções no dia a dia para os problemas

Complementar às dicas de Gehringer e Bruna, a coach Marie-Josette Brauer, do Innovation Coaching Center, afirmou:

“Muita gente pensa que marketing pessoal significa bater no próprio peito e dizer ‘vejam como eu sou bom’. Na verdade, não se trata de dizer às pessoas que você é competente, mas mostrar isso a elas”.

E como tornar suas competências mais visíveis?

Sim, você pode falar do seu sucesso, porém sempre mostre o que fez para chegar a ele. Por exemplo, deu uma palestra. Ressalte que recebeu um convite para falar sobre um determinado assunto, no qual você é especialista há X anos.

Escreva artigos ou comente notícias que impacte sua área. Sempre com abertura para ouvir comentários e críticas de forma amigável.

Nas redes sociais não seja uma metralhadora de posts, nem quem fica o tempo todo calado, na internet ou pessoalmente. Aliás, já falamos sobre como usar seu Facebook para construir sua imagem, você viu?Veja e comece já a fazer seu marketing da maneira correta.

Mostre-se, mas antes seja o que fala e tenha bom senso. O marketing pessoal não é aparecer todo dia na rede ou na mesa do happy hour, mas uma série de ações que mostram quão bom você é sem que você precise falar o tempo todo. Com o tempo, os colegas, chefes e outros vão te dar visibilidade naturalmente.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento