Como estão as minhas entregas?

Em meio a tantas responsabilidades e sob tanta pressão os profissionais precisam se perguntar a todo tempo: como estão as minhas entregas?

Com certeza você tem ouvido falar tanto da palavra “entrega” no seu dia a dia de trabalho nos últimos tempos e já deve ter percebido que ela representa muito para você e, claro, para a sua carreira, especialmente na hora da sua avaliação de desempenho.

Para ter uma ideia de onde essa palavra entra na sua vida, independente da sua atividade, do seu nível hierárquico, da empresa ou do negócio com o qual a gente está envolvida, veja alguns exemplos.

Imagine que você seja um representante comercial e tem que fazer mil contatos durante o dia, pessoalmente, ou por internet, ou por telefone. Com certeza você se esforça e consegue fazer todos esses contatos durante o dia. Mas, não basta apenas fazer o contato, você deve se perguntar ao final do dia: eu consegui atingir os meus objetivos nesses contatos, ou seja, eles trouxeram os resultados que eu e a minha empresa esperávamos?

Imagine também que você trabalhe em uma área de atendimento de uma empresa, um banco, por exemplo, ou uma repartição pública. Você atende muitas pessoas, seja pessoalmente, por telefone ou por internet. Após um dia inteiro falando e falando com tantas pessoas e resolvendo tantas situações, você se sente satisfeito com o serviço que você prestou para aquelas pessoas? será que o seu trabalho valeu para as pessoas? será que o seu trabalho está sendo bem avaliado pelo seu superior e pela sua empresa?

Imagine também que você seja um consultor de empresas, de qualquer ramo, seja auditoria, contabilidade, TI, advocacia. Você tem uma lista enorme de trabalhos a fazer durante o dia que envolver contatos com pessoas, visita a clientes, pesquisas. Será que ao final do dia você pode dizer que conseguiu dar andamento a todos os serviços que estavam sob sua responsabilidade?

Imagine ainda que você trabalhe na área da saúde de uma instituição, seja como médica(o), dentista, laudadora de imagens, enfermagem, e tem atividades em locais diferentes, lidando com pessoas diferentes e com situações muitas vezes complicadíssimas, você sente que seu trabalho está sendo compensador, de alguma forma?

E, se, por fim, você estiver comissionado em algum trabalho voluntário, social ou religioso. Será que a mensagem que você leva para as pessoas envolvidas ou não com o seu trabalho está realmente de acordo com o esperado de você?

Como se vê, todo mundo é cobrado pela “como estão as minhas entregas?”.

É bom estar atento a essa questão, muitas vezes esquecidas por nós, simplesmente pelo fato vivermos atribulada(os) com tantas preocupações no dia a dia de trabalho sobre o quê fazer, sobre outros assuntos, que acabamos nos esquecendo dessa perguntinha tão básica, mas muito importante para nós.

Publicado originalmente no site Dicas Profissionais

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento