Como empreender com mais segurança

Você sempre teve vontade de empreender e agora surgiu a oportunidade de investir em um negócio, mas você não sabe se vale a pena? Então confira as dicas que preparamos neste artigo para te ajudar a decidir se chegou, ou não, a hora de virar um empreendedor!

Você sempre teve vontade de empreender e agora surgiu a oportunidade de investir em um negócio, mas você não sabe se vale a pena? Então confira as dicas que preparamos neste artigo para te ajudar a decidir se chegou, ou não, a hora de virar um empreendedor!

Uma das alternativas para quem deseja empreender, mas não tem uma ideia de negócio clara, é adquirir uma ‘empresa pronta’ com marca, carteira de clientes e faturamento. Tem muito empreendedor buscando um sócio para dar um upgrade no negócio e tem outros que, pelos mais variados motivos, querem sair do ramo e dar outro rumo à vida. Sim, nem sempre o motivo da venda de uma empresa é a geração de prejuízo! Empresas saudáveis e lucrativas são colocadas à venda por questões pessoais, como: busca de novos desafios, problemas de saúde, aposentadoria, divórcio ou necessidade de mudar de cidade ou região por causa dos filhos ou cônjuge, dentre muitas outras.

Após avaliar se o valor proposto para a compra do negócio, ou parte dele, é coerente e justo através do cálculo de valuation, como saber se vale a pena investir o seu dinheiro? Um plano de negócio deve ser elaborado para analisar se o investimento é viável. Por mais que você esteja empolgado com a ideia, sua decisão deve basear-se em informações de qualidade.

Um bom plano de negócio deve incluir:

Análise de mercado: não basta saber o faturamento atual da empresa e quanto ela vendeu nos últimos anos. É fundamental que você saiba qual o tamanho do mercado e as expectativas para o futuro. Olhe para fora da empresa e analise o potencial de crescimento e todas as oportunidade e ameaças. Canais de venda, concorrentes, fornecedores e parceiros devem entrar nessa análise.
Análise econômico-financeira: o prazo e a taxa de retorno sobre o investimento são indicadores fundamentais para quem está colocando suas economias em um negócio. Em regra, a taxa deve ser bem maior do que as obtidas nos investimentos tradicionais oferecidos pelas instituições financeiras, justamente para compensar os riscos de ter um negócio próprio. A taxa e o prazo de retorno são calculados através do resultado operacional da empresa (lucro ou prejuízo) e para chegar nele são analisados os custos, as despesas e a expectativa de faturamento ao longo dos meses.
Costumo dizer que a elaboração de um plano de negócio não garante o sucesso, mas reduz consideravelmente as chances de fracasso. Porém não é só a análise dos números que ajuda a decidir pelo investimento. Deve-se somar ao plano de negócio uma boa reflexão sobre o seu ‘perfil empreendedor’. Avalie sua capacidade de correr riscos e sua vontade em aprender coisas novas. Gerir uma empresa inclui habilidades técnicas e comportamentais, como: planejamento, organização, resiliência, liderança, criatividade e negociação. Você não sabe se está pronto? Então invista um tempo em desenvolvimento. Vale a pena!

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Adriana Moser

    Adriana Moser

    Consultora, Coach e diretora na Florença Empresarial - Consultoria e Assessoria. Formada em Administração de Empresas pela FURB. MBA em Gestão Empresarial pelo IBES Sociesc. MBA em Vendas pela FGV; Professional and Self Coaching pelo Instituto Brasileiro de Coaching - IBC.

    café com admMinimizar