Como conquistar sua audiência

Nós nós comunicamos o tempo todo. Porém, poucas pessoas são capazes de comunicar com clareza temas complicados para quem ouve

O aluno está lá na sala de aula e o professor começa a dissertar sobre equações, Leis de Kepler ou uso da crase. Ele se esforça, mas não consegue assimilar metade do que ouve. É frustrante.

Eu já passei por isso. Acho que você também.

Muitas vezes essa falha na comunicação ocorre não por culpa do aluno ou porque o docente não domina o tema. O problema está na forma de transmitir o conhecimento.

É complexo traduzir um assunto técnico para uma linguagem acessível (aliás, quantas vezes você já quebrou a cabeça ao tentar seguir um manual de instruções?). Mais difícil ainda é tornar o assunto acessível e também agradável, capaz de conquistar nossa atenção por mais do que alguns disputados minutos. Imagino a vontade dos alunos de hoje em deixar de ouvir sobre leis da Física para se distrair com as fotos no Instagram...

É fato: a quantidade de informação disponível online dispersa a nossa atenção, mas também nos possibilita acessar conteúdos complicados que são (enfim) traduzidos para nossa língua.

Vários profissionais passaram a explorar este nicho nos últimos anos, e a popularidade que conquistaram prova o quanto essa “tradução” é necessária. Quer exemplos?

1.Filosofia

É raro alguém se apaixonar por ela na escola ou faculdade, tentando acompanhar Sócrates e Platão. Precisamos de algo mais familiar, de alguém que nos convide a refletir sobre nossas escolhas, nossa profissão, nossos relacionamentos… de alguém como Mário Sergio Cortella.

O professor Cortella está o tempo todo na mídia, lançou vários livros e faz sei lá quantas palestras por mês. Como ele conseguiu? Além de mostrar a aplicação prática da Filosofia, o professor se comunica com leveza e ritmo, mantendo a atenção dos ouvintes.

2. Finanças

Se tem um assunto do qual entendemos tanto quanto de Filosofia, é Finanças. Essa pobre nem mesmo é matéria escolar! Porém (ufa!), milhares de pessoas passam a entender um pouquinho do assunto quando assistem vídeos do Me Poupe, da Nathália Arcuri, O Primo Rico, do Thiago Nigro, e do Gustavo Cerbasi. Cada um tem um estilo, sendo que o da Nathália é mais debochado e por isso mesmo conquistou uma parcela maior de fãs.

3. Saúde

Ok, o Dr. Drauzio Varella não entrou nas nossas vidas via internet, mas é um caso que vale ser citado. Afinal, foi ele quem começou a popularizar a Medicina, evitando os termos mais técnicos e aquela postura de distanciamento que vemos por aí.

Acredito que os exemplo acima te fizeram lembrar de outras pessoas, ainda que façam sucesso apenas entre os amigos. Como já foi dito, trazer luz para assuntos espinhosos é tarefa árdua, mas algumas pessoas têm essa habilidade. Para quem não tem, estudar sobre comunicação e oratória, além de observar os bons exemplos, pode ajudar. Afinal, mesmo que o objetivo não seja criar um canal no YouTube, há momentos em que temos de fazer uma apresentação para um cliente, um chefe ou colegas que não dominam aquele assunto específico.

Normalmente ligamos o automático nestas situações e esquecemos que, para vender uma ideia, o primeiro passo é garantir que ela seja compreendida. Caso contrário, é como o aluno na sala de aula que finge que entendeu enquanto o professor faz de conta que cumpriu sua missão.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento