COACHING: MUDANDO A VIDA DE MUITOS PROFISSIONAIS

RESUMO Coaching não é um processo novo, está inserindo nas vidas de todos as pessoas de formas diversas, utilizado nas relações pessoais e profissionais. O termo veio do inglês e foi aplicado nas empresas brasileiras nas décadas de 60 e 70, conhecido como preparador, treinador sendo que hoje é visto como um apoio as pessoas que necessitam de um acompanhamento para obter o sucesso profissional ou pessoal. Coaching é uma ferramenta que ajuda na autoconsciência e auto-estima do cliente, aumentando a comunicação da pessoa, fazendo com que a pessoa tenha uma visão aberta para a realidade, aprendendo a se conhecer, delimitar seus limites e os limites das outras pessoas. Importante lembrar que o processo de Coaching não elimina o conhecimento, crenças, valores, limites, habilidades que as pessoas possuem e sim adéqua-as de acordo com a necessidade da situação/ambiente, fazendo assim com que as pessoas não tenham medo de enfrentar um problema que apareça em momento importuno. Na empresa essa ferramenta vem auxiliar os funcionários, empresários, gerentes e todos aqueles que estejam envolvidos na empresa a ter uma visão ampla da situação, enfrentando possíveis medos ou qualquer outra coisa que impeça atingir o sucesso. O cliente tem o auxilio do coach aquele que aplica a ferramenta Coaching nos clientes. Coaching ao contrário do que muitas pessoas imaginam, não é um processo novo, está inserido nas vidas de todos de várias formas, é utilizado nas relações pessoais e profissionais em casos como: amigos que ajudam outro amigo a enfrentar uma situação complicada, irmão mais velho ajudando o mais novo numa lição escolar, pais impulsionando os filhos a atingir um objetivo, funcionários que ajudam na integração do recém-contratado, enfim esta implícita em várias atitudes das pessoas em relação a outras. Explicando o termo Coaching, veio do inglês, utilizado nas empresas americanas, no Brasil chegou na década de 60 a 70, mas de forma camuflada entre as pessoas, mas com força para ficar, aqui se traduz como treinador, preparador e até mesmo o técnico relacionado com os esportes. É uma ferramenta que tem como objetivo lidar com a diversidade e trabalhar com as diferenças e similaridade. Sendo uma parceria que proporciona aos clientes um resultado tão almejado, permitindo aos clientes uma conscientização clara sobre seus valores, crenças... Esse processo também investiga profundamente o que os coachee pensam como usar a linguagem de forma clara e objetiva. Para Timothy GALLWEY Coaching é uma relação de parceria que revela/liberta o potencial das pessoas de forma a maximizar o desempenho delas. É ajudá-la a aprender ao invés de ensinar algo a elas... Para Silvio CELESTINO, no artigo O executivo e o Coaching, relata que o processo do Coaching, leva os clientes a refletirem, chegarem a conclusões, definirem ações, agirem em direção dos objetivos, metas e desejos... Antes das pessoas encararem algum objetivo ou um sonho que desejam realizar, primeiramente tem que vencer é si mesmo. Para que esse processo comece é preciso que o cliente (pessoa que recebe o auxílio para atingir os objetivos, definindo metas guardadas no interior da pessoa, enfim todos aqueles que precisam de um auxílio por não saber caminharem sozinhos); e o coach (pessoa no qual é treinada para auxiliar as pessoas em suas mudanças), tenha uma relação de comprometimento, respeito, confiança, singilo absoluto flexibilidade e responsabilidade, tendo como finalidade atingir os resultados, mas focando o caminho para chegar até o ápice do sucesso. Esse processo só começa quando uma pessoa procura um apoio para que um certo problema seja solucionado ou a realização de um projeto, para que isso ocorra com sucesso o cliente ou coachee (como alguns autores se referem) e o coach tem que estarem comprometidos com a situação em qual estão inseridos, tendo relações fortes e verdadeiras e confiança é fundamental para que se consiga prosseguir. Assim o coach mostra o caminho correto para o cliente perseguir, mas jamais fazer por ele, é como se fosse o processo de uma criança começando a caminhar onde o pai/mãe faz o papel de coach ensinado a criança a caminhar e de repente solta a mão para que ele possa seguir sozinho, o mesmo processo é o trabalho com o coaching indica aonde ir, mas não faz pela pessoa. Coaching é uma ferramenta que ajuda na autoconsciência e auto-estima do cliente, aumentando a comunicação da pessoa, pois ela foi aberta para a realidade, aprendendo a se conhecer, delimitar teus limites e os limites das outras pessoas, quando a comunicação flui de maneira clara e objetiva se torna um degrau a mais para atingir o sucesso do objeto desejado no começo do trabalho com o coach, focando-se no presente com intuito no futuro. Segundo pesquisas e trabalhos da psicóloga Ane ARAÚJO, a prática do Coaching vem expandindo devido as pessoas quererem expandir suas capacidades como líder e gerentes tendo assim mais realizações tanto na vida pessoal como profissional, que esta tem sucesso, quando a vida pessoal esta bem harmonizada. E segundo Marianne MINOR, todo momento que ensinamos uma habilidade a alguém, estamos fazendo Coaching. Na vida pessoal essas habilidades ajudam a compreender as pessoas, podendo auxiliar em resolução de conflitos e assim com a vida pessoal estabelecida, a pessoa utilizará na vida profissional ajudando no sentido de convivência com as pessoas, o modo de ver a realidade, nas tomadas de decisões... Alguns benefícios proporcionados pelo coaching no âmbito profissional: - Trabalho mais fácil com habilidades estabelecidas, aprimorando talentos e competências. - O processo é reconhecido por todos, pois auxilia no desenvolvimento das pessoas. - Produtividade aumenta, pois os empregados conhecem as metas e sabe como alcança-las. - Melhora a qualidade dos relacionamentos interpessoais. - Desenvolve responsabilidade de liderança, aprimorando a comunicação. - Reconhecimento do feedback como ponto benéfico nessa relação coach e coachee. - Melhora a perfomace profissional. Mesmo com tantos pontos positivos e benéficos que o esse processo fornece, alguns gerentes se recusam a aceitar tanto na vida pessoal quanto na profissional, alegando que não possuem tempo suficiente, temem ao fracasso, Coaching não pega bem, não possuem um modelo, o empregado não ouvirá, o empregado deve ser capaz de descobrir as coisas sozinhos entre outras... O trabalho de coaching não tem um tempo exato de duração, isso dependerá muito da necessidade de cada indivíduo, alguns casos demoram de dois meses a dois anos com encontros num consultório (face-a-face) com duração de uma a duas horas, outros casos podem ser através de telefonemas com o coach, ou através de MSN e e-mail, isso varia muito, por isso cada pessoa tem que expor o que pretende com esse trabalho para poder defini-lo, mas o importante que o tempo que durar, o coach estará com a pessoa guiando no que for preciso, aceitando as decisões ou indicando um ponto melhor no qual a pessoa refletirá, qual alternativa é melhor e qual caminho seguirá e nesse caso o coach estará ali do lado auxiliando. Durante o primeiro encontro, são avaliados os problemas e são também orientadas as primeiras e possíveis soluções sendo de curto, médio ou longo prazo. Os clientes têm varias competências que às vezes por algo do passado mal resolvido ou até mesmo a presença de uma pessoa que impede de acreditar em si mesma, isso faz com que essas competências não seja desenvolvidas da melhor forma, então o coach assume um papel de apoiar, monitorar o desenvolvimento para ter um resultado satisfatório, mostrando que a pessoa é capaz por mais difícil que seja o objetivo do coachee, dizendo que basta seguir em frente e jamais desistir. Muitas pessoas confundem o processo de coaching com treinamento, aconselhamento e guru, serão feitos agora uma relação entre as seis para esclarecer algumas dúvidas: - Treinamento: é de caráter individual, com supervisão de alguém envolvendo a relação custo/benefício. De acordo com Gustavo G. Boog treinamento é a educação que visa adaptar as pessoas a determinada atuação sistemática seja profissional ou não. Como treinamento às pessoas podem aprender/adquirir alguns conhecimentos específicos sobre determinado assunto, adquirem habilidades para lidar com certos funções, modifica as atitudes seja com pessoas ou decisões tendo algumas características básicas segundo o mesmo autor relevância, coerência, realismo, ética, qualidade, envolvimento e adequação que devem ser muito bem trabalhadas para atingir objetivo. Segundo HAMBLIN, treinamento também pode ser explicado da seguinte forma, sendo um processo que provoca reações, que provocam aprendizado, que provoca mudanças de comportamento no cargo, que provocam mudanças na organização, que provocam mudanças na consecução dos objetivos finais. - Aconselhamento: é a fonte de consulta e recomendações. - Guru: pessoa concentrada em sabedoria e transcendência e não em desempenho delas. - Psicoterapia: oferece alívio para problemas, existenciais e orgânicos de origem emocional, buscam no passado respostas para o presente. - Mentoring: O mentor passa suas experiências e conhecimentos para as pessoas mais jovens que engressam na empresa. - Coaching: tem como compromissos apoiar as pessoas a realizarem metas concretas, acreditando em seu potencial e determinação, envolvendo empowerment (resultado e realização). Sendo que este permanece com o cliente para o que ele necessitar e o tempo que precisar. O maior benefício do processo de Coaching é um clima de confiança mútua, alto grau de compromisso e cooperação, aumentando assim a satisfação tanto pessoal quanto profissional. Para ARAUJO, é um processo de alto impacto para o aumento da produtividade, pois significa compromisso com os resultados e com a realização das pessoas e pressupõe disposição para cooperar. Em pesquisas realizadas sobre o tema, indicam que alguns fatores indicam o momento de utilizar dessa ferramenta são elas: fases da transição da vida; esquecimento ou má visão do futuro; passado mal resolvido. São momentos que devem ser analisados e verificados quanto a necessidade de um coach. Agora será mostrada a etapa em que consiste o processo de Coaching: 1ª A base: uma relação de confiança mútua, maturidade e parceria sólida. 2ª Criando a visão de futuro. 3ª Revisando a bagagem de mão coisas que carregamos que podem ser úteis ou inúteis. 4ª Traçando o plano de ação. O Coaching utiliza muito do feedback para saber se o trabalho está progredindo positivamente e onde deverão ocorrer mudanças, mas esse feedback tem que acontecer de ambas as partes para que tenha sucesso. Um erro grande que as pessoas interpretam, é de achar que o processo de Coaching seja uma avaliação para medir o desempenho do sucesso, mas ao contrario mostra o que o coachee pode fazer, do que é capaz de conseguir que às vezes não consegue seguir sozinho precisando assim apenas de um empurrão. Atualmente existem dois tipos de Coaching: - Coaching executivo: direcionado para o desenvolvimento de competências de liderança, focando a vida profissional do cliente. - Coaching de desenvolvimento pessoal: direcionado para as competências em outras áreas, focando a vida pessoal do cliente. Basta a pessoa que necessitar de um destes tipos, procurar uma empresa de consultoria ou mesmo um psicólogo que indicará um especialista nessas áreas. Sendo que é uma relação que estimula as pessoas para a vida e tendo uma visão de futuro bem delineada, desafia no que for preciso, rompe antigos paradigmas e estabelece novas fronteiras para o sucesso. O processo de Coaching não elimina o conhecimento, as crenças, os valores, os limites, as habilidades que as pessoas possuem e sim adéqua de acordo com a necessidade da situação. Lembrando ainda que este processo proporciona ao cliente fazer uma reavaliação em relação aos seus hábitos,quando tem um hábito negativo por parte do cliente o coache deve focar nesse ponto para não gerar o insucesso da pessoa. Finalizando o processo de Coaching é uma ponte que possibilita a travessia de um sonho numa realidade, por isso é feito um acompanhamento de cada passo até a definitiva descoberta, fazendo com que o cliente tenha uma evolução na visa pessoal ou profissional até mesmo nas duas se for a necessidade do cliente. Em suma, é um processo de autodesenvolvimento tendo como ponto de partida o autoconhecimento do cliente, chegando ao alcance dos objetivos, e no âmbito profissional é uma orientação ao profissional de como obter sucesso na empresa, lidando com as situações delicadas, riscos e comprometimento entre as pessoas inseridas na organização. CONCLUSÃO Concluímos que essa ferramenta, pouco conhecida pelo verdadeiro nome Coaching, vem auxiliando em diversas decisões das pessoas tanto na vida pessoal como profissional. Como também muitas pessoas atuam como coachee e coach sem saberem que estão atuando nesses respectivos papéis. É uma forma das pessoas encararem a vida de forma ampla, realista sabendo como se adequar a essa nova realidade. O importante que analisamos nesse artigo que esse auxilio não ocorre de forma o coachee fazer tudo pelo cliente, mas sim o cliente fazer por si, somente tendo um apoio quando não sabe andar sozinho. A analogia que adotamos foi dos pais ensinarem os filhos a andar pela primeira vez, seguram o bebê dão motivação para que possam seguir teu caminho sozinho, ensina-lhes como atingir determinado objetivo e quando observa que o bebê está pronto soltam-lhe as mãos e o bebê começa a caminhar. O mesmo processo ocorre com o processo de Coacching, o coachee indica o caminho, da o devido suporte, mas quem percorre o caminho é o cliente. REFERÊNCIAS § www.marcoswunderlichcom.br/coac_ment.htm 02.08.2005 15:49 min § www.guiarh.com.br 02.08.2005 15:52 min § www.crescimentum.com.br 10.08.2005 15:43 min § www.vaidarcerto.com.br/artigo 11.08.2005 15:40 min § www.rccoaching.com.br/artigos1.php 11.08.2005 15:45 min § www.reniza.com/coaching_pessoal 11.08.2005 15:49 min § www.rccoaching.com.br 11.08.2005 15:50 min § www.personalcoach.com.br 11.08.2005 15:52 min § BOOG, Gustavo G. MANUAL DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO ABTD- Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento. Editora Makron Books. São Paulo, 1994. § MINOR, Marinne. ACONSELHAMENTO: Um guia prático para gerentes. Editora Quality Mark. Rio de Janeiro, 2001. § ARAUJO, Ane. COACH Um parceiro para o seu sucesso. Editora Gente. São Paulo, 1999.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.