Café com ADM
#

Chefia e Liderança: Pedir ou Impor.

Quando se trata de comportamento profissional entre os gerentes e líderes de empresas, temos vários aspectos para serem analisados. Porem, um dos assuntos mais discutidos nas rodas de recursos humanos é a tal “arte de liderar e motivar pessoas”, ou como gerenciar equipes vencedoras.

"Crescer dói no sentido de que se trata de um processo passivo e necessita de muita intervenção pessoal. O estabelecimento de metas é crucial para a motivação das realizações que podem ser realizadas".

(Nova Visão de Coaching)

Quando se trata de comportamento profissional entre os gerentes e líderes de empresas, temos vários aspectos para serem analisados. Porem, um dos assuntos mais discutidos nas rodas de recursos humanos, é a tal "arte de liderar pessoas", ou como gerenciar equipes vencedoras.

Não é de hoje, que estes desafios são enfrentados pelas empresas, mas historicamente temos visto que nos últimos vinte anos o assunto vem ganhando destaque e fazendo com que empregadores e empregados passem pelo desafio de se conhecer melhor, ou a se relacionar melhor.

No início do século XX, o mundo passava por uma franca expansão dos meios industriais e tecnológicos, que culminaram na vertiginosa corrida pelo lucro e pela produção recorde. Se de um lado crescíamos na força produtiva, do outro passávamos despercebidos pela formação adequada de novos lideres e gerentes capazes de construir lucro e valores humanos para geração de um novo comportamento corporativo.

O resultado deste processo criou uma dolorosa crise de cultura gerencial nos meios produtivos. Ou seja, as empresas passaram a perder valores humanos, e a sofrer com casos de assédio dos colaboradores. Criou-se a idéia de que o bom chefe era aquele que sabia se impor, que falava grosso. Com isso, o chefe jamais era contrariado, e nunca poderia ser questionado. Uma frase muita usada nas fábricas era:

"Fala quem pode, e obedece quem tem juízo"

O fato é que com a chegada do século XXI, nossa cultura gerencial esta mudando, e a revolução não é mais industrial ou tecnológica, e sim comportamental. Hoje as empresas estão à caça de líderes, talentos do comportamento humano. Pessoas que saibam pedir e não impor metas aos seus colaboradores. Quem sabe pedir recebe. Quem impõe ganha chateação.

Um bom líder sabe agregar pessoas e multiplicar resultados. Saber pedir, não é uma técnica, é simplesmente saber que você esta lidando com gente, e essas para gerar resultados precisam de segurança e liberdade. Quem ainda está na época do "chefe mandão" está construindo insegurança. Isso é o que chamo de "distúrbio da inferioridade". Trata-se do estado frágil e de baixa autoconfiança que uma equipe adquiriu.

Você que é gerente, ou chefe de qualquer setor, não espere mais para mudar. Comece a partir de hoje a capacitar sua personalidade e comportamento. Seja mais ouvinte, e menos falante. Aprenda a pedir resultados sem magoar ou impor regras ou metas impossíveis. Trate seus colaboradores com respeito e admiração, pois serão eles que vão levar resultados para a empresa. Quanto mais autoconfiantes estiverem, maiores serão os resultados alcançados.

Quem sabe pedir, prospera!

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.