Chefe incompetente ou empresa incompetente?

O que muitas empresas não querem enxergar, é que por vezes atitudes negativas de chefes incompetentes acabam destruindo profissionais talentosos e até mesmo o rumo da empresa

Diversos fatores contribuem para que um profissional alcance os níveis mais altos na hierarquia de uma empresa, porém, estes fatores podem ser muito variados. Da mesma forma que um indivíduo pode estar num cargo de liderança pelas suas competências, também pode estar por razões menos louváveis, como trocas de interesses privados, clientelismo, nepotismo, dentre outros.

Independente do tipo de organização, pública ou privada, não é raro observarmos profissionais em cargos de alto escalão que não possuem o mínimo de competência na execução de suas atividades, ainda que muitas delas sejam consideradas simples, como a confecção de um relatório ou o trato amigável com clientes.

Neste contexto, também é preciso salientar que a aparente incompetência de um profissional também é (ou pode ser) responsabilidade da empresa. Alguns fatores que podem fazer com que os funcionários desempenhem suas atividades abaixo de esperado podem ser provenientes da própria empresa. Dentre os principais, podemos destacar uma remuneração inadequada, atribuições excessivas, falta de treinamento e orientação, ambiente de trabalho desagradável, dentre outros.

Assim, as incompetências de um chefe (ou empregado) podem ser reflexos da falta de eficientes políticas de recursos humanos, ou seja, é um problema da empresa e não somente dos profissionais. Essa perspectiva dever ser avaliada, visto que, caso contrário, os profissionais podem ser trocados, mas alguns problemas podem persistir!

O que muitas empresas não querem enxergar, é que por vezes atitudes negativas de chefes incompetentes acabam destruindo profissionais talentosos e até mesmo o rumo da empresa.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento