Carta aberta de um eleitor brasileiro

Assisti toda a votação do dia 17 e o cheiro de enxofre (como falou o deputado Glauber Braga PSOL-RJ) da cadeira do Sr. Eduardo Cunha parecia adentrar minha casa

Desculpem a minha falta de lado político, mas não consigo concordar com o fato de que os políticos que aceitaram o pedido de impeachment da presidente Dilma, são os mesmo políticos corruptos e investigados pelos mais variados crimes. Não consigo aceitar que pessoas defendam o Cunha, por não gostarem da Dilma ou do PT e esquecem-se de todas as manobras que o mesmo faz para tentar se livrar do Conselho de Ética e de uma possível cassação, não consigo crer que pessoas justifiquem a sua permanência no poder com o simples argumento de que apenas ele tem pulso para continuar com o processo de impedimento, quando na verdade se, de fato, houver crime político, qualquer deputado tem por obrigação ética e moral seguir com o processo.

Não consigo concordar com o Bolsonaro que diz que seu voto é em homenagem a um dos grandes torturadores da época obscura da ditadura o "coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra”. Será que a própria história não é o bastante para lembrar que ditadura nunca mais, que tiranos no poder é um crime contra o país e contra a humanidade, eu fico me perguntando como um louco desses tem representatividade na câmara dos deputados.

Não consigo aceitar tantos hipócritas justificando seus votos em nome de Deus, nunca em um só lugar o nome de Deus foi usado tantas vezes em vão. Não consigo aceitar uma deputada que ao proferir seu voto elogia o seu marido então prefeito da cidade de Montes Claros – MG, como exemplo de que o Brasil tem jeito e no dia seguinte a Polícia Federal o prende na operação Máscara da Sanidade II, onde o mesmo é investigado por crimes de falsidade ideológica majorada, dispensa indevida de licitação pública, prevaricação e peculato. Se esse é o Brasil que tem jeito, para tudo que eu quero descer.

Não consigo levar a sério uma câmara de deputados que em um momento tão sério e importante para o futuro da nação, fica com chacotas e piadas do tipo “Fora querida” e falando que o Presidente da Câmara está de parabéns (pra mim isso também é uma piada e de muito mau gosto).

Não votei na Dilma, não concordo com as atuais políticas do governo, acho sinceramente uma pena o PT ter se tornado um partido como todos os outros, onde pra ficar no poder vale-se de tudo. Mas de fato ter que ficar à mercê de Temer e Cunha a frente do país me faz ver nuvens negras mais à frente. Assisti toda a votação do dia 17 e o cheiro de enxofre (como falou o deputado Glauber Braga PSOL-RJ) da cadeira do Sr. Eduardo Cunha parecia adentrar minha casa.

Natal, RN 18/04/2016

Eder Medeiros

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento