Características importantes para empreender com qualidade e estabilidade profissional

O que é necessário para obter êxito com empreendedorismo? Por Amanda Belo | Consultora de Carreira e Gestão Empresarial

Nos dias de hoje, vimos que, com a crise econômica que o país vem passando, muitos profissionais outrora CLT, tem se reinventado e com o insucesso na busca por oportunidades de trabalho de forma registrada, uma boa parte tem buscado a carreira autônoma, através do empreendedorismo.

Mas vamos entender o que é o EMPREENDEDORISMO e seu conceito:

" Empreendedorismo é o processo de iniciativa de implementar novos negócios ou mudanças em empresas já existentes".

O conceito do Empreendedorismo não é atual. Ele surgiu em 1945 através do economista e cientista político austríaco Joseph Schumpeter.

Existem diversos tipos de empreendedores: aqueles que iniciam cedo sua carreira autônoma e muitas vezes a raiz é familiar que é passada de geração a geração (empreendedor nato ou herdeiro). Já aqueles que aprendem um ofício, ou fazem de sua profissão uma oportunidade de negócio é chamado empreendedor que aprende. Temos também aqueles que criam um negócio para vendê-lo, isso chama-se empreendedor serial, e ainda temos o empreendedor corporativo, que é capaz de gerar receita para sua organização através de seu networking onde o mesmo busca parceiros para o negócio (via Wikipedia).

Além disso, podemos citar também o empreendedor social, que não visa bens lucrativos, pois busca "inovação social no lugar do dinheiro", o empreendedor por necessidade que é o que temos visto cotidianamente, que nada mais é que profissionais que precisam se reinventar para custear as despesas mensais, quando falta o emprego e por fim, o novo empreendedor, um profissional arrojado e que acaba de iniciar sua trajetória, através de planejamento para iniciar o negócio.

Agora que já conhecemos um pouco do tipo de empreendedor, destaco abaixo algumas características que julgo importantes e imprescindíveis para quem deseja empreender, ou quem já está inserido no mercado.


1) AUTOCONHECIMENTO

É necessário conhecer a si mesmo, para conseguir administrar suas emoções, planos e projetos, sendo essencial as seguintes perguntas para que você comece a refletir. (Baseado na Análise Comportamental Predective Index).

a) O que as pessoas pensam de mim? (coloque em tópicos em uma folha, como as pessoas que te conhecem a descrevem). Coloque caraterísticas pessoais e profissionais Ex: Dizem que eu sou inteligente, centrada, com perfil de liderança, confiante...

b) O que eu sou? (Sua visão sobre si mesma, características existentes)

c) O que eu espero de mim? (Características que necessitam de aprimoramento e de mudança). Descubra quais são suas principais habilidades e competências técnicas e comportamentais, ou seja, aquelas que vão lhe ajudar a conquistar aquilo que você almeja para a sua vida.

Liste quais as habilidades, competências e comportamentos em que tem mais destaque, para que assim você tenha ciência dos momentos ideais para utilizar estes recursos em sua jornada.


2) AUTO CONFIANÇA
Pilar essencial após o autoconhecimento, para que possamos nos auto afirmar diante dos medos, incertezas e etc. Faça uma lista com 10 coisas no qual você é bom, mentalize seus pontos fortes e a melhorar.

3) INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
“Para o bem ou para o mal, quando são as emoções que dominam, o intelecto não pode nos conduzir a lugar nenhum”. (GOLEMAN, DANIEL; INTELIGÊNCIA EMOCIONAL, a teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente, ano 1995, editora Objetiva).

4) OBJETIVO
Objetivo é aquilo que você deseja alcançar, são os sonhos que você pretende realizar em sua vida, seja no âmbito pessoal ou profissional. Trata-se de algo mas abrangente, que tem a ver com o lugar aonde queremos estar daqui a alguns anos, ao longo de nossa jornada evolutiva.

São exemplos de objetivos: receber uma promoção, fazer uma viagem internacional, comprar um carro, casar na praia, ter um filho, comprar a casa própria, montar o próprio negócio e por aí vai.

Tipos de Objetivo
S – Specific (Específica) – de acordo com a metodologia, o objetivo que se deseja alcançar precisa ser o mais específico e simples de entender possível, por qualquer pessoa.
M: Measurable (Mensurável) – o método S.M.A.R.T. prevê que todo objetivo precisa ser mensurável, ou seja, para saber se ele foi alcançado, é preciso contar com algum tipo de medida, que ajude a fazer esta mensuração de resultados.
A – Achievable (Alcançável) – neste ponto é necessário avaliar se o objetivo realmente pode ser alcançado ou se ele está fora da realidade ou possibilidades. Ou seja, a pergunta que você deve-se fazer neste momento é: estou em busca de um objetivo tangível?
R – Relevant (Relevante) – as perguntas que você deve se fazer aqui é: este objetivo é realmente relevante para a minha vida? Ele vai me trazer a recompensa que preciso para me sentir realizado? Assim, você consegue estabelecer se está diante de um objetivo de fato relevante ou se se trata apenas de um desejo passageiro.
T – Time-based (Tempo) – toda meta ou objetivo precisa ser realizado em um determinado prazo, caso o contrário não terá prioridade nenhuma perante suas outras atividades. Dessa maneira, é fundamental que você estabeleça um tempo para cumprir cada uma das metas que lhe levarão a seus objetivos. (Via Metódo SMART - Peter Drucker pai da Administração)


5) METAS

Meta, por sua vez, compreende o tempo e os meios que serão utilizados para conquistar determinado objetivo. Tratam-se de pequenos objetivos a serem alcançados, em um curto ou médio espaço de tempo, que farão com que, aos poucos estejamos mais próximos do objetivo macro que queremos conquistar. Por exemplo: em X meses, economizarei Y% do meu salário, para viajar no mês B para C lugar.

Em resumo: o objetivo é o que eu quero ter, e a meta define como alcançar isso.
Via José Roberto Marques - Instituto Brasileiro de Coaching

6) PLANOS

Nada mais é que um modelo sistemático para se elabora antes de tornar uma ação efetiva.
- Áreas para planos
Pessoal
Profissional
Familiar
Afetiva

Utilize a ferramenta 5W2H para descrever prazos, pessoas envolvidas, quando e como será feito.

O que determina o sucesso e o fracasso também tem a ver com o que pensamos e idealizamos.

Sim, nosso cérebro é uma “caixinha de surpresas” , e se não o educarmos, reforçamos um comportamento é uma visão errada sobre nós. Uma ferramenta muito importante para que possamos identificar nossos pensamentos automáticos e direcionarmos nosso cérebro para melhor foco cognitivo é a Planilha dos pensamentos disfuncionais e automáticos.

E por fim, Planejar, Fazer, Checar e Agir. Ciclo PDCA

*Essa é a minha visão sobre Empreender, através de um olhar seguindo o contexto da Administração, Psicologia, Coaching e Gestão da Qualidade.

O que cito acima é apenas uma referência a ferramentas e pontos de vista que considero mais relevantes e usual.*

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.