Características divergentes entre um trainee e um estagiário

Visto que ao entrar na Universidade, muitos estudantes já sonham com o possível emprego na área de atuação, como uma forma de aprimoramento aos conteúdos ministrados em sala de aula, postos em prática no ambiente de trabalho

Visto que ao entrar na Universidade, muitos estudantes já sonham com o possível emprego na área de atuação, como uma forma de aprimoramento aos conteúdos ministrados em sala de aula, postos em prática no ambiente de trabalho. Nas mais diversas áreas de atuação hoje, o estudante já ingressa com esse sonho. Porém, muitas empresas – a maioria de grande ou médio porte – procuram aquele estudante que está um nível mais avançado do seu curso superior, ou seja, a partir do 3º semestre em diante, os estudantes conseguem maiores oportunidades de estagiar na sua área de atuação profissional. Sabemos que, muitos cursos exigem o estágio obrigatório, com isso os estudantes carregam um peso maior na procura. Em média, as Instituições pedem que o estudante a partir do 5º semestre já comece a procurar por estágios devido a sua carga horária exigida. Como Trainee, se encaixam aqueles estudantes recém-formados (ou estudantes do último ano) que as empresas trazem para si no intuito de, treinar, capacitar ainda mais, e ajustar os últimos detalhes para que ele seja um futuro gestor da sua respectiva área, seja ela Administrativa, Engenharia, Produção, etc. (podendo também, um Engenheiro migrar para a área Administrativa e vice-versa, sem nenhum problema no programa).

Podemos já notar uma enorme diferença entre ser estagiário e ser trainee. Mas não param por aí, as vantagens de um trainee sobre o estagiário. Um estagiário, por exemplo, assina um contrato com a empresa – por um tempo determinado – e não tem todos os direitos que um funcionário comum usufrui. Porém, o trainee, sim, ele é um funcionário como outro qualquer daquela organização podendo ter os devidos benefícios nela estabelecidos (PLR, CLT Efetivo, Convênio Médico, etc.). Temos também a carga horária que cada um exerce. Um Estagiário tem como carga horária diária de 6 horas, ou, 30 horas semanais. O trainee por sua vez, tem a mesma carga horária que o funcionário efetivo daquela organização, podendo variar conforme a empresa. Assim definimos que, estágio não é emprego, e sim um auxílio para que os jovens estudantes aprimorem suas habilidades, recebendo uma bolsa auxílio para ajudar nas despesas da faculdade, novos cursos extracurriculares, e diversas atividades ligadas na função do estudante.

Vale ressaltar que muitas organizações, em longas semanas de provas que os estudantes enfrentam, costumam diminuir a carga horária (apenas na semana de prova) para facilitar a vida do mesmo, dando mais liberdade e tempo para o estudante pesquisar e adquirir mais conhecimentos sobre a matéria, ou até mesmo descansarentre uma prova e outra. Como são jornadas muito extensas de testes, já são diversas organizações que costumam praticar esse ato, entendendo as dificuldades do estudante. Os estagiários no ambiente de trabalho é o famoso “faz tudo” daquele departamento, onde sua principal função é aprender, aprimorar, e dialogar sobre as mais diversas atividades da função.

No momento que o estagiário vai assinar seu contrato, estará nele seu tempo de trabalho, que no máximo poderá ser de 2 anos (exceto no caso de pessoas com deficiência). Muitos estudantes apenas fazem o estágio como forma de cumprir sua carga horária e ter direito ao diploma no término do curso, porém, muito cuidado, paraque o MEC reconheça seu curso e você tenha o estágio supervisionado concluído, suas funções dentro da organização precisam ser diretamente relacionadas ao que você aprende em sala de aula, por isso, atenção na hora de procurar ou assinar um contrato de estágio.

Diferente do programa de trainee, o estagiário tem direito apenas a: seguros de acidentes pessoais, assinatura do termo de compromisso do estágio, e férias remuneradas.

Um fato que não poderia passar em branco é o quão rígido as empresas estão atualmente no quesito de conhecimento da Língua Inglesa. Podemos notar em diversas oportunidades de estágio que o Inglês intermediário é pré-requisito para a vaga, deixando de ser apenas um diferencial. Já nas oportunidades de trainee, as organizações pedem o Inglês avançado ou fluente. Faz algum tempo que o Inglês no Brasil passou de um diferencial para algo que é preciso. Se você quiser conquistar espaço na sua área de atuação, e vemos muitos jovens já cientes disso, pelo fato da família desde cedo cobrar e alertar.

Não podemos deixar de entender que trainee e estagiário são estudantes do ensino superior em busca de uma oportunidade de colocar em prática tudo aquilo visto em sala de aula. Mesmo que com restrições conforme o programa estabelecido, buscam o mesmo caminho: uma forma rápida, prática, e responsável de mostrar tudo de si para as organizações, com o sonho de conquistarem, quem sabe, uma efetivação (mesmo sabendo que para os casos de trainee já existe um passo à frente).

ExibirMinimizar
aci baixe o app