Captação de Recursos Financeiros
Captação de Recursos Financeiros

Captação de Recursos Financeiros

Entenda como desenvolver alternativas de captação de recursos financeiros

O sistema financeiro nacional possui quatro grandes mercados que distribuem recursos financeiros para atender distintas necessidades de capital. Os personagens que compõem e usam o sistema financeiro nacional são chamados de agentes deficitários (tomadores de recurso) e agentes superavitários (credores de recursos). Basicamente aquele que tem recurso empresta para aquele que não possui e por essa transação recebe uma contrapartida financeira, os juros. São estes os quatro mercados:

• Mercado monetário: emissão de títulos de dívida pública ou privada;

• Mercado cambial: negociação e intercâmbio de moedas;

• Mercado de capitais: negociação de ações de empresas de capital aberto transacionados em Bolsa de Valores;

• Mercado de crédito: também conhecido como mercado bancário, supre necessidade de capital de curto e médio prazo com a concessão de crédito.

Neste texto focaremos no mercado de crédito, cuja dinâmica de concessão de crédito ocorre da seguinte forma:

As instituições financeiras captam recursos de poupadores, por exemplo, de você. Suponha que você e um grupo de pessoal façam uma reserva de capital e apliquem numa caderneta de poupança no mesmo banco, num momento futuro vocês resgatarão este dinheiro acrescido de juros. Neste intervalo o banco empresta este dinheiro as outras pessoas cobrando juros até a quitação da dívida. O banco é um intermediador deste crédito, facilita o acesso e o volume de crédito.

Há um detalhe a ser esclarecido, que talvez já tenha pensado se já tomou dinheiro emprestado no banco, os juros pagos pelo banco a seus poupadores são menores que os juros que o banco recebe de seus tomadores.

O risco de calote/inadimplência é a principal razão para isso acontecer desta forma. Podemos considerar também que haja uma expectativa de lucro do banco. Junte estes dois fatores e pense que se fosse VOCÊ a empresar o SEU dinheiro para uma pessoa que não conhece e que tenha pouca informação sobre ela. Será que essa pessoa honraria o compromisso de devolver o dinheiro? E se você vier a precisar deste dinheiro nesse meio tempo? Os juros são usados para lhe remunerar pelo tempo em que ficou sem seu dinheiro e, também, para lhe recompensar pelo risco de calote.

O que faz você precisar de dinheiro? São as necessidades e desejos. Necessidades básicas como abrigo, agasalho, alimentação, locomoção, saúde, etc, e desejos como lazer, viajar, estudar, ter bens materiais, possuir status na sociedade, etc, tudo isso nos faz precisar de dinheiro. O problema é que normalmente falta dinheiro para atender todas as necessidades e desejos ao mesmo tempo.

O mesmo ocorre com as empresas, nem sempre dispõem de dinheiro em quantidade suficiente e no momento certo para atender necessidades e oportunidades de negócio. Assim como você, as empresas podem recorrer a recursos de outras pessoas para suprir sua necessidade e pagará juros por isso.

É importante desmistificar que pagar juros é a pior coisa que poderia lhe acontecer, o pior seria não ter dinheiro para pagar os juros! Quando tomamos dinheiro emprestado e fazemos bom uso deste recurso para gerar mais recurso teremos ganho financeiro, assim como os bancos fazem (pegam dinheiro barato e vendem caro).

Pense numa fábrica panificadora que financia a compra de maquinário que aumentará sua produção e vendas de mais produtos de melhor qualidade. O lucro que a empresa receberá das vendas deve ser superior aos juros que pagará ao banco. Neste caso a empresa fez mais dinheiro com dinheiro barato, isso porque o dinheiro foi empregado numa ação que proporcionou a empresa alavancar suas vendas e o lucro dela foi mais alto. Por um tempo, parte do lucro será direcionada para pagar a dívida, mas, assim que quitada a dívida, o lucro será integral para empresa.

Por isso que reafirmo, pagar juros não é a pior coisa das coisas. A chave está em fazer bom uso do dinheiro tomado emprestado e a quantia deve ser compatível com as condições financeiras da empresa.

“Mineração de recursos”

Costumo comparar o processo de captação de recurso com o processo de mineração o qual é necessário cavar e selecionar as pedras preciosas. Toda pedra pode ser útil, mas somente as raras é que lhe trará maior retorno. No mercado de crédito há diversas ofertas de crédito, mas provavelmente poucas serão compatíveis com seu objeto.

Antes de tomar dinheiro emprestado temos que conhecer quais são nossas alternativas e critérios para decidir qual fonte de recurso usar. Vamos olha primeiro para dentro da empresa!

Qual é nossa necessidade ou oportunidade? Qual será o retorno/benefício que teremos? Qual será a duração do novo projeto? Quais recursos precisaremos e quais já dispomos? Quanto dinheiro será necessário?

Após uma rigorosa avaliação e planejamento do projeto deve-se decidir qual ou quais fontes de recurso deverá ser utilizada para viabilizar o projeto. Os projetos podem ser financiados com capital próprio (gerado internamente pelas atividades da empresa) ou capital de terceiros (empréstimos e financiamentos, injeção de capital social ou emissão de títulos de dívida).

Cada fonte de recurso possui um custo, chamado custo de capital, representado pela taxa de retorno que deve-se pagar pelo uso deste recurso. O capital próprio também possui um custo e este tende a ser maior que o custo de capital de terceiros, isso se dá pela elevada expectativa de retorno sobre o investimento dos proprietários da empresa e o custo de oportunidade.

Apesar do custo de capital de terceiros ser relativamente mais barato que o capital próprio, ainda assim, não quer dizer que seja barato.

Ao buscar alternativas de fontes de recursos devemos alinha-las as necessidades. Para cada necessidade há uma ou duas linhas de crédito mais adequadas. Por exemplo, para compra de um veículo para uso da empresa, há linhas de crédito específicas para essa finalidade, como o CDC (Crédito direto ao consumidor) e o Leasing (Arrendamento mercantil). Usar uma linha de crédito diferente poderá resultar em mau uso do recurso financeiro, com custo elevado e exposição a riscos, isso porque cada linha de crédito possui uso e condições direcionadas a finalidade de seu uso.

A escolha entre as fontes de recurso NÃO se limita a taxa de juros, conheça outras condições e critérios para análise. Conhecer e estabelecer critérios além da taxa de juros também lhe ajudará a tomar uma decisão mais ajustada com sua necessidade. Assim conheça também:

• Prazos de pagamento;

• Encargos;

• Impostos;

• Benefício fiscal;

• Necessidade de garantias;

• Certidões de regularidade fiscal/ambiental;

• Sistema de amortização;

• Carência;

Não basta que a taxa de juros seja a mais barata, se o prazo de pagamento for curto de mais, ou haja encargos que encareçam o custo do empréstimo, sem falar que um prazo de carência pode ser muito interessante para organizar as contas. A taxa de juros pode ser a mais baixa, mas a empresa pode não possuir todas as garantias necessárias solicitadas pelo banco, ou até mesmo não possuir os demonstrativos financeiros exigidos para concessão de uma determinada linha de crédito.

Os bancos privados, públicos e outras instituições financeiras ofertam soluções de crédito para as empresas, conhecer as alternativas de crédito e suas condições previamente, antes de realmente precisar recorrer a capital de terceiros, irá preparar os gestores para não tomar decisões precipitadas, pressionado pela urgência do momento. Na ocasião da urgência buscar alternativas, conhece-las e analisa-las corretamente será um fator crítico de sucesso de uma boa gestão das finanças empresariais.

Importante: caso a situação da empresa esteja irregular o empresário encontrará forte restrição de acesso ao mercado financeiro. Alguns estudos do SEBRAE indicam que, apesar de pagarem mais impostos, os empresários que regularizaram suas empresas encontraram benefícios como ampliação de potenciais clientes e fornecedores (desde matéria-prima a recursos financeiros).

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.