Capital Intelectual

Hoje em dia, as empresas buscam ainda mais aqueles profissionais de destaque. Contudo, para se destacar seu capital intelectual prevalece.

Hoje em dia, as empresas buscam ainda mais aqueles profissionais de destaque. Contudo, para se destacar seu capital intelectual prevalece.

O valor de uma empresa não reside apenas na estrutura de concreto, estoques ou qualquer outro ativo fixo.

Outro ativo intangível agrega valor às empresas. Embora pareça novo como teoria, o capital intelectual, na prática, existe há anos.

Sempre esteve presente na diferença entre o valor contábil de uma empresa e seu valor de mercado.

O que é capital intelectual? Não se trata de uma definição fácil!

É a capacidade intelectual coletiva ou o conhecimento compartilhado de uma força de trabalho que pode ser utilizado para criar valor.

O capital intelectual é um ativo, e nisso não difere dos outros recursos à produção, porém está dotado de intangibilidade.

Para melhor compreendermos esse assunto, trouxe um texto de EDVINSSON e MALONE que retratam bem esse assunto.

Em seu livro “Capital Intelectual”, EDVINSSON e MALONE, comparam o Capital Intelectual a uma árvore (1998: p.28).

[...] as partes visíveis da árvore, tronco, galhos e folhas, representam a empresa conforme é conhecida pelo mercado e expressa pelo processo contábil. Os frutos produzidos por essa árvore representam os lucros e os produtos da empresa. As raízes, massa que está debaixo da superfície, representam o valor oculto, nem sempre relatada pela contabilidade. Para que a árvore floresça e produza bons frutos, ela precisa ser alimentada por raízes fortes e sadias [...].

O que é capital intelectual? Vamos entender ainda melhor, sobre a linha dos três aspectos.

•Capital humano: conhecimento, experiência, poder de inovação, habilidades e competências dos empregados. Inclui também os valores, a cultura e a filosofia da empresa.

•Capital do Cliente: ligação entre o aumento da satisfação do cliente e melhores resultados financeiros. Clientes satisfeitos exibem pelo menos três características mensuráveis: lealdade, maior volume de negócios e insuscetibilidade ao poder de persuasão de seus rivais (tolerância de preço).

•Capital estrutural: os sistemas de informação, o software, os bancos de dados, as patentes, as marcas registradas e todo o resto da capacidade organizacional que apóia a produtividade do capital humano.

•Como se forma o capital intelectual?

–A partir do compartilhamento dos conhecimentos individuais para formação do conhecimento organizacional;

–Da captura e formalização do conhecimento e utilização do mesmo para geração de valor;

Conhecimento é pode ser definido como a capacidade das pessoas de desempenhar nas empresas as mais diversas tarefas projetadas para criar valor que as envolvem.

•Não há vantagem competitiva sustentável senão através:

–Do que a empresa sabe;

–De como consegue utilizar o que sabe;

–Da rapidez com a qual aprende algo novo;

Meus amigos leitores, capital intelectual é de suma importância para a sobrevivência da organização e digo mais, é fundamental para seu desenvolvimento.

Imaginemos que certa empresa não possui colaboradores desenvolvidos e comprometidos com o crescimento da organização e crescimento seu pessoal e profissional.

Prezados, essa organização estar a cada dia seguindo a lei da ENTROPIA, ou seja, todo sistema caminha para seu fim. Amigos sem conhecimentos, não há evolução, sem a busca por aprendizados não há como obter sucesso por longo tempo.

Tendências sobre o assunto:

•A ascensão do capital intelectual é inevitável;

•Não se trata de modismo, porém ainda existe um longo caminho a ser percorrido;

•Necessidade de valorizar as contribuições das pessoas através do incentivo à participação com ideias e sugestões;

•Atração e retenção de talentos - Os processos de seleção deverão ser cada vez mais focados na contratação de pessoas questionadoras, entusiasmadas, que saibam trabalhar em equipe e que busquem o auto desenvolvimento.

Importância do trabalho - Todos na organização será importante para alcançar o objetivo final (construir um avião no lugar de apertar um parafuso);

Promover a comunicação aberta e transparente em todos os níveis;

Aumento do contato face a face envolvendo todos os níveis hierárquicos - As reuniões serão cada vez mais fundamentais para se criar ambiente de confiança onde as pessoas se sentem seguras, parte de um mesmo time e dispostas para compartilhar o seu conhecimento;

•Equilíbrio entre a informalidade com a formalidade – a formação de capital intelectual exige ambientes criativos e informais, mas exige também formalidade na criação da memória organizacional!

•Valorização do conhecimento - Interagir com o mercado, enriquecer o conhecimento profissional e conquistar clientes é a principal tarefa das empresas para se mantiver vivas no mercado competitivo - Entender para atender o mercado;

•Promover aprendizagem organizacional e a disseminação do conhecimento.

•Apropriar as soluções de Tecnologia da Informação voltadas para agregar valor à utilização do capital intelectual da empresa;

Segundo Pfeffer especialista em Gestão de pessoal, comportamento organizacional, descreve sobre o assunto:

Obter vantagem competitiva por meio da gestão de pessoas envolve, segundo o que preconiza Pfeffer (1994), a alteração da maneira de se pensar a força de trabalho. Significa ver a força de trabalho como fonte de vantagem estratégica e não apenas como um custo a ser minimizado ou evitado. As organizações “que adotam esta perspectiva diferente, quase sempre conseguem superar e ultrapassar satisfatoriamente seus rivais” (p.17).

Meus queridos deixo aqui essa mensagem: Aqueles que enxergarem a educação no presente como fonte para alcançar o sucesso desejado, serão os vitoriosos do amanhã.

As empresas que investirem e incentivarem o crescimento intelectual dos seus colaboradores terá sucesso longo, as que não priorizarem a capacidade intelectual como fonte sustentável de crescimento organizacional, estarão caminho para seu fim, (princípio da entropia).

Boa Reflexão e sucesso nos estudos!

Por: Robson C.de Menezes

www.dihitt.com.br/gestor_robson

twitter: gestor_robson

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.