Café com ADM
#

Brasil competitivo com o DOLAR baixo.

Nos últimos 50 anos, ser pago em dólares representava uma vantagem em qualquer lugar do mundo. A moeda americana era considerada o porto mais seguro para os investidores. Para entender o que está ocorrendo com o dólar é preciso olhar para os fundamentos da economia americana, há muitos dólares no mercado, gastam muito mais que arrecadam e importam muito mais do que exportam, a guerra elevou despesas com saúde e previdência, todos esses fatores e muitos outros transformou em uma gigantesca divida publica, devemos recordar também a mais básica das leis econômicas, a da oferta e da demanda. O real barato facilitou as exportações, aumentando a entrada de dólares no Brasil, reduziu os preços da moeda americana em relação ao real, os juros no Brasil são muito superiores a media mundial, isso torna o mercado brasileiro muito atraente para os investidores. Na verdade nossas empresas tornam pouco competitivas devido à elevada taxa de juros, a falta de infra-estrutura, tornando um elevado custo de nossos produtos, enquanto exportamos grãos como a soja e importamos petróleo e eletrônicas, nossos produtos tem um valor muito menor tendo nos de produzir muito mais para ter um superávit na balança comercial favorável. Com os juros baixos pode tornar um aumento do consumo interno e tendo como conseqüência o aumento da inflação e a diminuição do volume das exportações reduzindo a entrada de dólar no pais. Na verdade o que realmente deve ser feito e estruturar os setores produtivos do pais, proporcionando um juro que de competitividade não só externa mais também interna, deixando de vender comodities e sim o produto final, fortalecendo nossos produtos e dando e agregado a eles valorpara exportação.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.