BPM: conversando de TI com clientes

BPM ou simplesmente gerenciamento de processos de negócio integra estratégias e objetivos organizacionais conforme a expectativa e necessidade do cliente

Introdução

Gerenciamento de processos de negócio é uma disciplina gerencial que integra grandes estratégias e objetivos organizacionais com foco no cliente através de processos ponta a ponta. Engloba estratégias, objetivos, cultura, estruturas organizacionais, papéis, políticas, métodos e tecnologias para analisar, desenhar, implementar, gerenciar desempenho, transformar e estabelecer a governança de processos (CBOK v3.0).


BPM: conversando de TI com clientes

Podemos definir BPM como uma disciplina gerencial que integra processos, pessoas e tecnologia para conectar estratégias de negócio ao foco do cliente. Processos de negócio definem como as organizações executam o trabalho para entregar valor para seus clientes e aplicar BPM é se concentrar em processos interfuncionais que agregam valor para esses clientes. O termo “negócio” refere-se a pessoas que interagem para executar um conjunto de atividades de entrega de valor para os clientes e gerar retorno às partes interessadas (BPM CBOK v3.0).

(Redshaw, 2013) vai um pouco além em sua explicação dizendo que “O BPM é uma ferramenta de construção [..] leva a conversa de TI para o idioma dos negócios, abordando um dos problemas perenes da TI: As lacunas na comunicação entre negócios e TI.”

Tecnologias de BPM permitem a implementação de "processos preparados para a mudança".

Arquiteturas orientadas a serviços permitem maior agilidade do suporte de tecnologia da informação aos processos de negócio, e essa agilidade é aumentada por meio de novas abordagens de software como serviço (SaaS) ou computação em nuvem.

A governança de BPM assegura que a tecnologia seja consistente com os requisitos das pessoas e que ambos, tecnologia e pessoas, estejam integradas para produzir o melhor valor para a organização. A governança é parte integrante de uma abordagem de estratégia e tecnologias de BPM. (BPM CBOK v3.0).

Conforme (Calura, 2011), podemos inferir que “conhecendo bem o negócio através do olhar do cliente, TI se antecipa às necessidades e mudanças do mercado na oferta de serviços adequados e inovadores, solidificando a imagem de empresa que oferece solução e continuidade de negócio para seus clientes”. Atualmente, empresas de TI têm focado na especialização de atendentes para as áreas de negócio e menos no aspecto técnico, apoiando e transferindo conhecimento aos clientes (CALURA, 2011).

Conclusão

Podemos constatar através da breve exposição sobre BPM (Business Process Management) ou simplesmente gerenciamento de processos de negócio, a grandiosidade de tal metodologia no cenário mercadológico sendo de grande valia para interagir com clientes de forma a tornar tal interação mais simples. Quando bem aplicado em uma empresa, transforma manuais complexos e grandiosos em simples e pequenos. Observa-se uma mudança na maneira de pensar, agir e expor projetos de negócios para TI e vice-versa.

Existem softwares especializados em BPM que integram as várias tecnologias da informação a ele relacionadas: Business Process Analysis(BPA), Enterprise Architecture(EA), Business Rules Management Systems(BRMS), Business Process Management Suite(BPMS), Business Activity Monitoring (BAM), Service Oriented Architecture e Enterprise Application Integration(SOA/EAI), Enterprise Repository.

Bibliografia

CALURA, Sérgio. Gestão de processos e efetiva do negócio - Jornal Diário da Manhã em 26/01/2011 - Goiânia-Go.

REDSHAW, Toby. Perspectiva do CIO: Para ser ótimo em TI, é preciso ser ótimo em BPM - Palestra realizada na Lombardi Driven User Conference de 2009 http://lt.idg.com.br/ibm/ibm_websphere_ibm_business_process_management.pdf acessado em 17/12/2013.

BPM CBOK v3.0 – ABPMP - Brasil, 2013.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    José Santos

    José Santos

    José Espedito Albernaz dos Santos é analista de sistemas na Federação das Indústrias do Estado de Goiás tendo atuado nos setores financeiro e educação. É professor a nível acadêmico na cidade de Goiânia. Tem larga experiência no setor de TI. Pós-graduando em engenharia de sistemas pela ESAB. Pós-graduando em Gestão ERP SAP na ULT.
    café com admMinimizar