Bom gestor analítico, porém ruim em habilidades sociais

Equilíbrio entre as funções analíticas e as funções de relacionamento

Seus relatórios e apresentações fazem sucesso, mas você sente dificuldade e baixos resultados ao gerenciar/liderar sua equipe? Isso não é uma inaptidão sua, ou seja, não conclua precipitadamente “eu sou péssimo com pessoas”. Veremos abaixo um dos motivos que isso pode ocorrer e possíveis soluções para contornar essa situação.

Aquilo que é bem usado é fortalecido como, por exemplo, os músculos e o conhecimento. Isso se aplica também aos circuitos neurais relacionados à empatia e demais habilidades sociais. Gestores/líderes que exercitam demais o lado analítico tendem a perder o “tato” para nuances comportamentais/emocionais importantíssimas para conduzir mudanças na sua equipe/organização. Segundo ROCK (2009) as áreas cerebrais relativas ao planejamento são inversamente correlacionadas à área relacionada à empatia por exemplo. Quando mais se usa uma menos usamos a outra.

Como sugestão para equilibrar os “músculos analíticos” com os “músculos do relacionamento” é preciso que o gestor/líder desenvolva alternadamente ações analíticas e de relacionamento. Reserve um momento e o ambiente ideal para cada uma. Reuniões e oportunidades de descontração (com bom senso) são sugestões para desenvolver e aprofundar os relacionamentos. Desenvolva a sua consciência interior e a consciência sobre o outro e equilibre-as ao lado analítico.

Um mais um é igual a dois... um líder menos a sua equipe é igual a quanto?

Fonte:

ROCK, David. Your Brain at Work. 2009.

Gostou do artigo? O Prof. Marcelo tem a palestra: Relacionamento com inteligência emocional – Equipe unida e clientes satisfeitos. Agende a sua pelo telefone (31) 99206 0338 ou pelo e-mail solucao_x@hotmail.com

facebook.com/solucaox.cursoseconsultoria
youtube.com/solucaox

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento