Assédio moral e suas características

Um dos problemas mais vistos nos dias atuais dentro da empresa, com suas causas e consequências, e suas características

Não podemos considerar o assédio moral um tema que surgiu na atualidade pois ele é tão antigo quanto o próprio trabalho. Graças a algumas leis trabalhistas adquirimos mais direitos e somos defendidos pelos sindicatos, que frente a algum problema no trabalho nos auxilia na tomada de decisões e direcionam a uma solução.
Mas o que é o assédio moral?
ASSÉDIO MORAL pode ocorrer através de de gestos, fala ou atitudes vexatórias e constrangedoras repetitivas e prolongadas que tornam insustentável a permanência do empregado na empresa, o condicionando a perca de interesse e motivação no trabalho, aparição ou agravamento de doenças e isolamento. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o assédio não vem somente por parte do empregador, chefe ou gerente, mas pode partir também dos colegas de trabalho.

Ambos os sexos sofrem com o assédio moral, mas para as mulheres a porcentagem é maior, podendo chegar a 70% dos casos, e ocorre através da intimidação, limitação e proibição da fala. No caso dos homens, os que mais sofrem são os homossexuais ou os que têm possuem algum tipo de limitação física ou de saúde, e os assédios têm a intenção de atingir sua virilidade.
O AGRESSOR USA ESTRATÉGIAS

O agressor é a pessoa ou pessoas que são responsáveis pelos atos contra algum funcionário, tornando-a sua vítima. Primeiramente ele escolhe sua vítima, a ridiculariza e menospreza diante dos outros fazendo-a se sentir culpada e a desestabiliza emocionalmente, fazendo ela misturar o seu profissional e emocional. Se o agressor for um exemplo dentro da empresa, outros funcionários que se espelhem nele podem acarretar as mesmas atitudes.

A empresa sofre consequências diante dos atos dos seus funcionários, que à levam a ações judiciais, perdas morais, clima organizacional negativo, imagem comprometida e alta rotatividade.
COMO SE PROTEGER?
A comprovação do assédio pode ocorrer através de prova testemunhal ou documental. Ambas são importantes. Qualquer documento escrito pode ser considerado prova como bilhetes, cartas e emails. Caso não os tenha é bom sempre estar próximo a algum colega que possa presenciar as cenas em que o agressor o assedia.
O assédio moral pode ser evitado
A empresa pode tomar medidas que amenizem ou até mesmo anulem a existência do assédio em sua empresa. A missão, visão e valores da empresa devem, sim, serem passados para os seus funcionários, juntamente com o treinamento e socialização da cultura organizacional. A empresa preocupada com seus funcionários não deixa de investir em palestras e cursos que abominam e previnem a prática de assédio dentro da empresa, e deixando bem clara as normas que direcionam o comportamento do funcionário. A empresa pode monitorar o clima organizacional e conflitos, e em caso de demissão pelo fato, expor as causas que levaram tal funcionário ao seu desprendimento com a empresa. não admitindo de jeito nenhum que isso ocorra novamente.
ExibirMinimizar
aci baixe o app