Café com ADM
#
As despesas dos Fundos de Pensão nos últimos 5 anos: enfoque comparativo
As despesas dos Fundos de Pensão nos últimos 5 anos: enfoque comparativo

As despesas dos Fundos de Pensão nos últimos 5 anos: enfoque comparativo

Uma análise independente, que mostra novos aspectos sobre os estudos publicados até então pela PREVIC (Superintendência da Previdência Complementar)

Este artigo remete ao estudo complementar e independente, elaborado para complementar os resultados demonstrados pela PREVIC em suas séries de estudos das despesas administrativas das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC's), e facilitar as análises de administradores de Fundos de Pensão nesse aspecto.

Se você é leigo sobre o tema, segue aqui uma breve explicação: trata-se de estudos analisando as despesas do fundos de pensão nos últimos 5 anos e considerando fundos de pensão de patrocínio público, privado e instituidor. Há um estudo oficial da PREVIC (Superintendência de Previdência complementar), porém neste artigo é trazido um novo enfoque destes estudos.

Com a publicação da 8ª série de estudos da PREVIC sobre despesas administrativas das EFPC's, trazendo dados de 2018 (após um longo período sem produzir tal material), restou uma lacuna referente aos anos de 2015, 2016 e 2017, visto que o último estudo foi a 6ª série, que trazia dados de 2014.

Desde a publicação da 6ª série de estudos, tenho me interessado pelo tema, que é de grande relevância no setor de previdência complementar e passei a acompanhar os dados por meio da página da PREVIC que divulga os balancetes e por meio de solicitações via lei de acesso à informação.

Com esse acompanhamento, foi possível notar que os balancetes podem nos ajudar a encontrar mais informações relevantes sobre a administração do PGA de uma EFPC. Informações implícitas na comparação dos dados.

Uma primeira constatação ao analisar os Balancetes PGA juntamente aos balancetes de Planos das EFPC's, é que as despesas são diferentes para cada tipo de patrocínio. Desta forma, o administrador de Fundo de Pensão que se guiar pelas médias do grupo atribuído à sua EFPC nos estudos da PREVIC, estaria com um parâmetro inadequado à sua realidade.

O formato das informações da série de estudos da PREVIC, mostra em seus anexos as despesas para o ano em questão e uma variação em relação ao ano anterior, porém, para o caso de Fundos de Pensão, aos quais é inerente a estratégia de longo prazo, houve a necessidade da observação de um horizonte maior de tempo.

Este trabalho foi feito com dois intuitos principais:

i) o compartilhamento com as pessoas do setor de Previdência Complementar (não limitado às pessoas da previdência fechada); e

ii) A troca de ideias sobre indicadores de eficiência de uma EFPC (existe uma pretensão de discutir o tema e aprofundar o assunto partindo do "quanto" se gasta, para o "como" se gasta e depois o "por quê" se gasta), para estas descobertas, é importantíssima a troca de ideias.

Assim, este trabalho é compartilhado, tendo entre suas principais contribuições:

1. Elaboração dos estudos dos anos 2015, 2016 e 2017, incluídos neste para preencher a lacuna existente entre os dois últimos estudos publicados pela PREVIC. O resultado das despesas em relação ao ativo total foi inserido de modo a facilitar a comparação da evolução do índice nos últimos 5 anos, e as EFPC's foram agrupadas por tipo de patrocínio;

2. Inclusão do resultado de 17 EFPC's* que ficaram ausentes da 8ª série de estudos PREVIC por insuficiência de dados populacionais, mas que possuiam dados contábeis que possibilitaram calcular o índice de despesas em relação ao ativo total; e

3. Apresentação das médias de despesas com segregação por tipo de patrocinio, que possibilita avaliar os grupos de EFPC's segundo as peculiaridades do tipo de patrocínio e facilitando a comparação de semelhantes, para além do patrimônio investido.

Para melhor compreensão, é interessante ler a publicação da PREVIC "8ª série de estudos das despesas das EFPCs".

(*) As 17 EFPC's que foram consideradas no estudo complementar, mas que não foram incluídas na 8ª série de estudos de despesas administrativas da PREVIC, pois constam no anexo II do mesmo com a observação "insuficiência de dados populacionais" são: JOHNSON, PREVIBOSCH, PREVHAB, MAIS VIDA PREV, SEGURIDADE, PREVIDEXXONMOBIL, MERCAPREV, MAUA PREV, MÚTUOPREV, PREVCHEVRON, PSS, UNIPREVI, BOMPREV, GZM PREVI, UASPREV, EDS PREV e PREVINOR

Boa leitura ;-)

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.