ARTIGO: Mapeamento de competências

O mapeamento de competências é uma das etapas mais complexas do sistema de gestão do conhecimento, pois envolve diretamente a gestão dos Recursos Humanos da organização.

O mapeamento de competências é uma das etapas mais complexas do sistema de gestão do conhecimento, pois envolve diretamente a gestão dos Recursos Humanos da organização.


Com os desafios que as organizações vêm passando, uma boa gestão de Recursos Humanos, tornou-se essencial para conseguir vencer desafios, uma vez que, gestão do conhecimento é estratégica para as organizações. O setor de Recursos Humanos deixou de está preocupado em identificar necessidades de treinamento, ou em fazer melhores escolhas na hora de conceder uma promoção, ainda que sejam itens importantes, e passou a ter uma visão mais estratégica, onde os questionamentos começam a ter um novo aspecto: Quantas pessoas, na organização, têm o perfil necessário para desenvolver suas tarefas? Quantas estão efetivamente lotadas nos setores corretos? Quantas precisam ser remanejadas para outras funções?


Para ajudar a responder todas essas questões, o setor de Recursos Humanos, hoje em dia, pode contar com uma ferramenta chamada mapeamento de competências. O uso do mapeamento das competências para a gestão do conhecimento está relacionado principalmente com a possibilidade de aproximar os iguais, em alguns momentos, e os complementares, em outros; de identificar redundâncias ou ausências de habilidades ou competências. Com isso, a espiral do conhecimento avança a níveis exponenciais. Pode parecer complicado, mas é apenas uma forma mais complexa de dizer que "duas cabeças juntas pensam melhor do que uma".


A partir do mapeamento, a gestão do conhecimento torna-se possível, utilizando-se meios tradicionais (seminários, palestras, comunidades de práticas) e ferramentas de TI (comunidades virtuais, chats, listas de discussão) para aproximar talentos. Parte-se da constatação de que pessoas com interesses semelhantes, têm uma motivação natural em compartilhar, o que significa um estímulo à inovação. O ideal é aproximar os complementares, visando a solução dos problemas atuais.


O mapeamento de competências presta-se também à criação de um filtro, criado a partir do perfil do funcionário, auxiliando, e muito, o setor de Recursos Humanos das organizações e, conseqüentemente, a gestão do conhecimento.


Na verdade, as competências humanas formam o alicerce de sustentação das competências organizacionais e do próprio desempenho de uma empresa como um todo. Isso ratifica o papel do indivíduo, como ator principal no cenário da gestão do conhecimento, e a importância deste mapeamento de competências nesse cenário.


Portanto, a organização deve, continuamente, identificar as competências fundamentais, isto é, fazer o mapeamento de competências, para garantir a eficiência e eficácia dos seus processos e verificar se existe carência em seus recursos humanos, de modo a suprí-la, no menor espaço de tempo, sem prejudicar a sua atividade principal.


Leia mais sobre assuntos relacionados no site: www.universopublico.com.br



ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.