ARROGANCIA PODE COMPROMETER O DESEMPENHO DO EXECUTIVO

Há pelo menos cinco características que podem comprometer o desempenho de um líder na empresa. A arrogância, o tratamento desigual a funcionários, a falta de habilidade para compor um grupo e a ameaça constante aos subordinados são erros de comportamento e estratégia que devem ser evitados. Porem, o principal deles é a centralização das tarefas, que com o tempo pode acabar por isolar o líder do resto da equipe. Superar essas deficiências nem sempre depende apenas de uma auto-avaliação. Hoje já existem metodologias que envolvem outros profissionais para solucionar o problema. O maior risco que o chefe corre ao realizar tarefas que originalmente deveriam ser feitas por seus subordinados é deixar de exercer seu papel estratégico na organização. LIBERDADE DE ATUAÇÃO É FUNDAMENTAL Além de ficar sobrecarregado, o líder acaba não concentrando na gestão dos resultados do grupo. A médio e longo prazo, a postura pode isolar o chefe do resto da equipe. Isso é inevitável, pois ninguém fica satisfeito em ver suas tarefas serem executadas por outra pessoa. Outro ponto importante é a arrogância no tratamento com os subordinados. Isso ocorre muitas vezes quando a pessoa nunca foi chefe e está ocupando o cargo pela primeira vez, para se auto-afirmar, acaba não respeitando ninguém. Muitas vezes esses novos chefes, são inflexíveis e levam as idéias dos subordinados para a diretoria como se fossem dele. O resultado disso é uma equipe insatisfeita e num futuro próximo à própria demissão. Sabe porque? Porque repercute negativamente contra ele mesmo e derrubando-o do cargo. A centralização não é saudável para o ambiente empresarial, ninguém cresce dessa forma e as chances do chefe perder o poder são maiores ainda. PENSAMENTOS DIVERGENTES SÃO POSITIVOS PARA O GRUPO. Colocar somente pessoas que pensam como você é um erro. Pode até parecer normal, pois sempre procuramos estar perto de quem nos entende, mas isso pode não contribuir para o crescimento da equipe, que ocorre muitas vezes por meio da diversidade de pensamentos. Quem monta um grupo homogêneo, esquece-se de investir no potencial de seus subordinados. Muitos chefes nunca concordam com seus subordinados, muitas vezes a equipe estava certa, mas o chefe sempre se acha com a razão, isso gera grandes conflitos. Estimular as famosas pessoas panelas também é comportamento que deve ser evitado por quem comanda uma equipe. È claro que existem situações que pedem a ajuda de um profissional mais experiente, porem essa não deve ser a regra para tarefas diárias. A longo prazo, postura semelhante pode abri caminho para a desunião de todo o grupo. Exigir prazos dos funcionários sob risco de punições futuras também é prejudicial ao grupo.A tendência é que a longo prazo, a pressão pode desmotivar a equipe afetando assim a produtividade. POSTURA PODE SER TRABALHADA Qualquer que seja o perfil do chefe autoritário, inflexível, desagregador ou centralizador -, sua postura nunca é um caminho sem volta. O primeiro passo é tomar consciência das suas deficiências e um bom método para saber quais são elas é p método 360º, a avaliação é feita pelos seus pares, subordinados e superiores, surgindo assim um mapa das atitudes do líder. Além disso, treinamento e coaching também costumam facilitar o trabalho. Esses são métodos eficazes que podem avaliar o grau de liderança de cada profissional. ANEXO AS DIFICULDADES MAIS COMUNS ARROGANCIA A falta de elegância com seus pares e subordinados pode desestimular o grupo e isola-lo no trabalho TRATAMENTO DESIGUAL Não há nada pior de que dar tratamento diferenciado aos funcionários, que pode gerar profundas divisões no grupo. MEDO DE ACETAR DIFERENÇAS Fica evidente na hora de formar uma equipe de trabalho; diversidade de pensamentos estimula o crescimento do grupo. COERÇÃO Usar ameaças para conquistar resultados tem se mostrado postura cada vez menos recomendada; pode aumentar a produtividade, mas desestimula a equipe. CENTRALIZAÇÃO DE TAREFAS Ao assumir as tarefas, líder acaba deixando de exercer seu papel estratégico na organização.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.