Apenas um jogo?

Como podemos traduzir as informações que nos chegam diariamente em conhecimento para nosso desenvolvimento e desenvolvimento do outro. Este artigo no mostra como ganhar um jogo sem necessariamente sermos especialistas, apenas conhecendo trabalho em equipe

Uma vez ouvi e, aliás, já escrevi neste blog que o aprendizado consiste em receber a informação e transformar em conhecimento, então baseada nesta informação passei a ter olhar mais crítico, afinal para isso nos desenvolvemos, não para ser mais um, mas para ser alguém que faça a diferença. Não sou uma pessoa muito adepta do esporte, embora saiba da importância da atividade física, mas minha vida passou por um processo de mudança e como gosto de transformar oportunidades em conhecimento passei a "curtir" o basquete, mesmo não conhecendo nada tecnicamente, qual minha surpresa?

Enquanto as crianças e meu marido vibram com as cestas, os pontos, as enterradas, os "tocos", eu fico vibrando com a observação que faço da equipe, ressalto que adoro ver a mesma coisa que eles, mas no espetáculo vibrei diversas vezes com o trabalho em equipe feito na quadra e, gente estou falando dos melhores do basquete, estou falando dos jogos finais da NBA 2015, onde para minha surpresa descobri que não é uma apenas final, são no mínimo 5 jogos e em caso de disputa acirrada pode chegar a 7, e não pensem vocês que após cada jogo intercalado com apenas um dia estes atletas profissionais recebiam descanso, era treino mesmo, corrigir as falhas, melhorar o que não estava tão bom, afinal eles entendem a frase que diz que ''o time é tão fraco como o seu elo mais fraco'', e foi isso que vi no último jogo, o 5 da final, no ginásio do favorito, com o melhor jogador da NBA do momento em quadra o time da casa perdeu, não porque deixou de jogar, mas porque o melhor jogador do momento não tinha ao seu lado uma equipe coesa para lhe dar suporte, enquanto o adversário e, hoje campeão da NBA Golden State, estava muito bem entrosada, com belíssimas e perfeitas jogadas, com passes de bola impressionantes onde os companheiros de equipe nem ao menos precisam estar se olhando para que fosse perfeito.

Enfim, assistir aos jogos finais da NBA, além de vibrações com as cestas, me trouxe aprendizado com os resultados que podemos obter com trabalho em equipe, com profissionais focados, com boa liderança, alinhar as competências individuais e com as competências coletivas. Enquanto não conseguirmos compreender que de nada adianta estrelas se não há equipe para apoiar e se não houver liderança eficaz, vamos vivendo e aprendendo, torcendo, brincando, rindo, mas sempre buscando uma maneira de tirar uma lição para a vida de qualquer situação em que estivermos inseridos, quero dizer que devemos ser mais abertos para o trabalho em equipe, pois isso faz a diferença, o mérito é mais gratificante, e se fracassarmos não estaremos sozinhos, vamos unir a equipe e começar tudo de novo.

Deixo a dica de hoje para que possamos ser dinâmicos como os jogadores deste time campeão, pois o espetáculo é ainda mais bonito quando além de dinâmico, somos certeiros, principalmente, nas cestas de fora do garrafão, sendo essas as mais difíceis!

Bom jogo!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento