Ansiedade e tecnologia

Sentir-se ansioso é uma parte normal da nossa vida, ainda mais hoje em dia, que as pessoas não têm tempo para nada. Elas têm excesso de trabalho, tecnologia e informações

As pessoas querem estar sempre em primeiro lugar, em todo o que fazem. É quase uma obrigação ser bonita, magra, inteligente, boa esposa, boa mãe, ter uma casa impecável, ser uma profissional competente, ter o carro do ano e tudo o que está na moda. Ninguém quer ficar para trás.

A cada semana sai um celular novo, um computador melhor e você precisa trocar. É como se tudo fosse descartável. Portanto, motivos para o aparecimento da ansiedade existem de sobra. E o pior é que não fazemos isso só com as coisas, mas sim, com as pessoas também. Queremos ter cada vez mais amigos e assim não sobra tempo para se dedicar a nenhum deles. Não podemos nem nos dar ao luxo de sair para almoçar com uma amiga, porque o telefone toca, um amigo manda uma mensagem, alguém coloca uma foto no facebook e você tem que ver tudo. E aquele almoço com sua amiga é interrompido a todo instante. Aquele encontro que era para colocar a conversa em dia, desabafar e escutar simplesmente não acontece. Fica tudo superficial.

Quando queremos fazer tudo, não conseguimos nos aprofundar em nada. Fazemos tudo no piloto automático, por isso que cada vez mais e mais pessoas sofrem de ansiedade. Eles não dormem direito, não comem bem, bebem demais, fumam demais e estão cada vez mais insatisfeitos, sempre a procura de algo para tapar um vazio. É preciso parar.

Às vezes precisamos até nos exceder para chegar ao equilíbrio. Se você chegou nesse ponto, pare. Reveja tudo e comece mais leve. Reduza o seu ritmo e procure o equilíbrio. Procure fazer uma coisa de cada vez. Descubra o que deseja ser e aprenda a amar a si mesmo em primeiro lugar, independente de ser o melhor ou não, pois ninguém é perfeito.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento