Análise da despedida do Glovo(BR) à luz das 5 forças de Michael Porter

Pequena análise sobre a despedida do Glovo (BR).

- Focar também é abdicar. Nos negócios também não é diferente, reconhecer através de análises de mercado, concorrência e market share, qual momento ideal para o reinvestimento ou a saída. Se analisarmos rapidamente através das 5 forças de Porter (Rivalidade entre os Concorrentes, Poder de Negociação dos Clientes, Poder de Negociação dos Fornecedores, Ameaça de Entrada de Novos Concorrentes, Ameaça de Produtos Substitutos).

- Chegamos à conclusão de como elas exercem pressão sobre as empresas nos dias atuais. Em um mercado em extrema expansão no país, a rivalidade entre os concorrentes é bastante visível, basta observar quantos cupons, promoções e propagandas você recebe por dia em seu smartphone ou e-mail, quantas tentativas de inbound marketing para atrair clientes potenciais, buscando uma demanda latente que pode virar novos negócios.

- É interessante também neste mercado, o quão importante é a interação com fornecedores (poder de negociação) afinal, você depende deles para operacionalizar o negócio e eles devem ser um dos seus stakeholders mais próximos, a fim de que a empresa possa barganhar preços melhores através da demanda futura que irá gerar para eles com seus serviços/produtos oferecidos através do marketplace do aplicativo, uma relação de ganha-ganha que é necessária demais nos negócios.

- A ameação de novos entrantes é sempre constante, visto que, não é para a eternidade que aquele novo negócio irá continuar num ambiente de blue ocean, onde há uma grande demanda e poucos players no mercado (ou talvez nenhum), mesmo em um ambiente regulamentado pelo governo (onde há barreiras de entrada) em algum momento haverá investidores e entrada de novos players no mercado e criação de produtos substitutos (melhoria em tecnologia ou adaptação de tecnologia por exemplo), que ameaçam a estabilidade do negócio, é um ponto a ser analisado com cuidado e atenção.

- Os clientes cada dia mais exigentes por conveniência, facilidade, praticidade e conforto por um preço final menor e um valor agregado maior e com necessidades sem um padrão bem ordenado como eram em algumas décadas atrás, antes da era da informação, por exemplo.

- Mas é importante saber que as startups internacionais tem interesse em investir no Brasil, é uma pena para nós consumidores que tenhamos menos uma opção para dinâmica do mercado deste ramo.

- Enfim... So long Glovo.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Phlavio Sales

    Phlavio Sales

    Bacharel em Turismo pela Universidade Federal de Pernambuco e Bacharelando em Administração de Empresas pela Universidade Federal Rural de Pernambuco. Experiência de mais de 3 anos em agências de viagens nos setores de vendas e administrativo. Vivendo experiência como gestor de viagens corporativas e setor financeiro.

    café com admMinimizar