Algumas considerações sobre o sucesso

Você almeja o sucesso em sua vida como um todo? Então você precisa ler este artigo e conhecer a matemática do sucesso

Sucesso. Praticamente todos querem ter e em tudo. As pessoas querem ter sucesso na sua carreira, no seu empreendimento, na sua vida familiar e nos relacionamentos. Mas, são poucos os que estão dispostos a pagar o preço do sucesso. E o pior, nem todos estão dispostos a correr os riscos do sucesso. São poucos os que estão dispostos a correr grandes riscos e talvez receber pouco em troca. Não que o sucesso seja pouco, mas por mais que você busque o sucesso, tê-lo em todas as áreas da sua vida é um tanto difícil, e em certos casos, até mesmo inalcançável.

Até um tempo atrás eu acreditava que a busca pelo sucesso era algo justamente recompensado. Acreditava cegamente na meritocracia. Mero engano. A meritocracia existe e funciona sim, mas não é implacável contra as inúmeras variáveis do sucesso. Hoje, você aprenderá neste artigo uma matemática diferente da que você conhece: a Matemática do Sucesso.

Thomas Edison dizia que o talento - e eu trocaria esta palavra por sucesso, que é igual a talento - é 99% transpiração e 1% inspiração. Ele estava correto, pois sem dúvidas o caminho para o sucesso é muito mais transpiração (dedicação, empenho, garra, SUOR) do que a inspiração em si. Você sendo uma pessoa dedicada, empenhada, com garra e que gasta sabiamente o seu tempo, tem 90% de chances de alcançar o sucesso (antes eu acreditava cegamente nos 100%).

Sabe por que hoje eu não creio nos 100%? Por que em meio aos 99% de transpiração e 90% de chances, há os outros 10% de variáveis. Os inúmeros " x " do que eu chamaria de " matemática do sucesso ".

Um exemplo simples, direto, prático e hipotético: Joãozinho queria ser bodybuilding, mas ele vinha de uma família de anões e media aproximadamente 1 metro de altura. Joãozinho pode sem dúvidas se dedicar toda a sua vida ao treinamento pesado e no ganho de músculos, para que um dia ele possa ser campeão mundial de bodybuilding. Isto favorecerá muito a sua vida e lhe tornará um vencedor por seus hábitos e a busca pelo seu objetivo. Mas será que ele obteria sucesso no seu objetivo principal? Com certeza seria algo inalcançável provavelmente.

Perceba que por mais que Joãozinho tenha se dedicado ao máximo para atingir o seu objetivo e tenha conquistado os 90% da matemática do sucesso, os 10% das variáveis não o possibilitaram de chegar lá. Neste caso, temos uma variável que é inerente à pessoa desde o seu nascimento, uma questão genética.

A vida realmente prega peças. Vemos pessoas sonhadoras sendo derrubadas diariamente, sejam por problemas de saúde, mudança obrigatória de planos ou até mesmo a morte. E eu não quero lhe assustar com isto. Muito menos que você desista dos seus sonhos ou objetivos. Bem pelo contrário. Continue lendo e você entenderá o por quê deve buscar os seus objetivos com toda garra e empenho possível. Eu apenas quero conscientizá-lo de que muitas vezes, por mais que você tente e tente o sucesso em algum objetivo, você não obterá por inúmeras questões que serão o X da matemática do sucesso. E você não deverá se frustrar por isso. Trata-se de uma lei natural. Assim como no futebol, existem pessoas que nascem com uma habilidade nata para jogar, há outros que se dedicam muito. Porém, por mais que você se dedique, se esforce, treine ao máximo e talvez até chegue ao profissional, jamais será um Pelé.

Ainda assim, com estas variáveis, você deve correr atrás do seu sonho e ir de encontro à conquista de seus objetivos. Farei uma lista abaixo com alguns exemplos e motivos.

1. Você pode não ficar milionário, mas você terá uma excelente qualidade de vida.

Pessoas que tem um objetivo de serem milionárias, por exemplo, devem primeiramente desenvolver o seu mindset e trabalhar muito. Investir no seu capital intelectual e empreender ou ser um dos melhores executivos do mundo. Ainda assim, você pode fracassar em alguns pontos, pode levar algumas " rasteiras " que te impedirão de chegar ao topo. Os 10% variáveis. Ainda assim você não se arrependerá nenhum pouco. Pois se não fosse tais objetivos e esforços empenhados, provavelmente você não estaria tendo condição de vida melhor agora.

2. Você pode não ter atingido o topo da hierarquia executiva na sua empresa, mas ainda assim você será um excelente executivo.

Parece até um tanto contraditório, mas não. Talvez você buscou anos e anos estudando e enriquecendo a sua cultura e se preparando. Mas ainda assim, no momento que você se achava preparado - e talvez estava - para ser promovido a gerente geral da empresa, um dos acionistas resolveu optar por escolher um velho amigo que nem ao mesmo conhece bem a cultura organizacional da empresa. Não seria outro caso das " variáveis do sucesso "? Sim. E o que você ganharia com isso? Continuaria sendo o excelente e preparado executivo que é e inclusive não deixaria de merecer o cargo. O problema é que o seu objetivo foi interrompido temporariamente por uma influência externa. Que independe de você. Justamente os 10%...

3. Você pode não ter a família perfeita, mas com certeza não terá peso na consciência.

Pessoas inteligentes ponderam bem antes de correr grandes riscos. Com certeza casar, além de mudar a sua vida, é correr alguns riscos. Há o risco bom de você ser pai - desde que no momento certo - e há o risco ruim do divórcio.

Muitas vezes, mesmo após anos de namoro e casamento, o divórcio inevitavelmente acontece. Mas o detalhe: Se você tinha este objetivo, se inspirou 1% e transpirou 99% para fazer isto dar certo, com certeza você só não teve a família perfeita por culpa dos 10%. Sua esposa se apaixonou por outro, te traiu. Enfim, coisas que estão fora do seu alcance, que independem de você para acontecer.

Três exemplos simples, mas que abrangem maior parte dos objetivos das pessoas: Sucesso financeiro, sucesso na carreira, e o sucesso familiar. Estes três juntos formam a tríade da realização pessoal. Nada fácil de alcançar, mas plenamente possível. Elaborei este texto, como disse logo no início, para conscientizar as pessoas e trazê-las para a realidade. A verdadeira realidade em que tudo é possível, mas nada é fácil. E embora seja possível, muitas vezes você falhará e a culpa não será sua. E por isto, você não deve entrar em depressão ou se mutilar psicologicamente como muitos fazem.

Para quem já passou por situações de fracasso em seus objetivos, vale considerar que, realmente quando você fez tudo, tudo o possível e fracassou, realmente, amigo, é culpa dos 10%. Porém, não vale culpar os 10% por todas as falhas que acontecem a sua volta - e se acontecem frequentemente, com certeza a culpa é mais sua do que da matemática do sucesso -. É necessário analisar cuidadosamente para não chegar à um julgamento errado e favorável ao seu psicológico por simples questão de proteção. Ás vezes é necessário ser duro com você mesmo. Ao analisar as suas falhas, seja racional e nunca emocional. As emoções enganam. A razão, não.

Apesar de tudo, seja feliz. Às vezes podemos falhar algumas vezes, mas não devemos desistir. Devemos ter em mente que podemos chegar lá. Pois a matemática do sucesso está do nosso lado. São 10 moedas jogadas ao alto, a probabilidade de cair " Sucesso! " são 9 contra apenas uma(1) chance de cair "Fracasso". Insista. Não desista, mas seja consciente.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento