AJUDEM O DAVYSON !

"Se criarmos mecanismos para potencializar a força empreendedora de milhares de Davysons, facilitando a montagem de pequenos negócios dentro da formalidade, veremos uma poderosa e contagiante febre empreendedora atuando em todos setores da economia".

Davyson Clayton da Silva Junior está desempregado. Ele é empreendedor: sonha, observa e pensa dia e noite numa oportunidade para começar um negócio próprio no ambiente do bairro pobre onde nasceu há 25 anos. Ele pensa em montar uma prestadora de serviços de montagem de móveis e instalação de eletrodomésticos. Pensa em oferecer esses serviços para essas muitas redes de eletrodomésticos que vendem para pessoas de baixa renda através de intermináveis prestações.

Davyson ainda não sabe que para virar empresário vai ter que transpor uma muralha burra, que vem sendo construída tijolo por tijolo, desde a época do império, pelo sistema burocrático e tributário brasileiro. Ele ainda não sabe que para conseguir um CNPJ e começar a trabalhar formalmente, terá que percorrer cartórios, tirar cópias e entregar mais de 80 documentos. Depois de tudo devidamente protocolado, ele não sabe ainda que terá que esperar uns cinco meses para poder começar a operar sua nova empresa.

Vencido o cipoal burocrático e a demora para abertura da empresa, Davyson enfrentará uma probabilidade estatística desfavorável que podemos chamar de esquema brasileiro 10-5-2 : para cada 10 novos negócios, 5 sobrevivem ao segundo ano e, apenas 2 chegam vivos ao quinto ano. Diante disso, a nova empresa de Davyson pode ser comparada com aquelas tartaruguinhas frágeis que lutam para sair da praia, e tentam alcançar o mar sempre enfrentando um ambiente hostil e repleto de predadores carnívoros.


Conforme dados da Receita Federal, as dez mil maiores empresas brasileiras representam 80% da arrecadação fiscal total. As outras 4,4 milhões de empresas menores contribuem com apenas 20% do total. Diante desses números não dá para entender nem a burrice controladora e burocratizante, nem a fúria arrecadatória representada por uma gigantesca rede de malha finíssima que o Fisco insiste em estender no ambiente habitado pelas micro e pequenas empresas.

Agora boas notícias para o Davyson empreendedor: sua nova empresa poderá nascer em bom berço. Isso se for aprovada no Congresso uma lei proposta pelo deputado Vicentinho (PT/SP). A proposta do deputado isenta as novas pequenas e micro empresas de todos os impostos, taxas e contribuições federais no seu primeiro ano de vida. Essas isenções vão diminuindo gradativamente até o terceiro ano de vida da nova empresa. Outra boa noticia é que já tramita no congresso uma proposta muito inteligente, arquitetada pelo SEBRAE, chamada: Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas. Essas duas propostas somadas vão facilitar o nascimento de novas tartaruguinhas, como a do Davyson, e sobretudo permitir que cheguem no mar e sobrevivam.

Se criarmos mecanismos para potencializar a força empreendedora de milhares de Davysons, facilitando a montagem de pequenos negócios dentro da formalidade, veremos uma poderosa e contagiante febre empreendedora atuando em todos setores da economia. Conseguiremos salvar a Previdência Social, criaremos milhões de postos de trabalho nos locais onde eles são necessários e desconcentraremos a riqueza. Alô Brasília, por favor: Ajudem o Davyson !

Eder Luiz Bolson, autor de Tchau Patrão! Editora SENAC (www.tchaupatrao.com.br)


Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Eder Bolson

    Eder Bolson

    Empresário, fundador de cinco empresas e professor universitário. Engenheiro formado pela Universidade Federal de Santa Maria, RS com mestrado pela North Dakota State University dos Estados Unidos. Sua experiência prática empreendedora é interessante e diversificada. É um estudioso do empreendedorismo que sempre estimula as pessoas a planejarem e implantarem seus próprios negócios. É membro brasileiro da World Future Society. É autor do livro “Tchau, Patrão!” - Editora SENAC.



    café com admMinimizar