Administração centrada no indivíduo: características, tendências e perspectivas

A Administração centrada no indivíduo busca habilitá-lo e encorajá-lo a tomar decisões, administrar as mudanças, inovar, comprometer-se e interagir com os demais indivíduos, criando um clima favorável na organização e ampliando seu desempenho

As pessoas constituem o principal patrimônio das organizações, pois é através delas que as tarefas são executadas. Essa importância dada às pessoas faz com que elas sintam-se cada vez mais motivadas na execução de suas tarefas, uma vez que se sentirão parte do processo e saberão que seus esforços valerão a penas, melhorando com isso a qualidade de seus serviços e aumentando a eficácia da organização.

Neste sentido, CHIAVENATO (2004) faz uma alerta sobre o capital humano , afirmando que quanto mais os indivíduos influenciam as ações e destinos da organização, mais ele valerá mais, definindo assim, quatro alavancadores indispensáveis para que isso aconteça: autoridade ( direito de tomar decisões e dizer o que as outras pessoas devem fazer; com isso as pessoas serão capacitadas para os processos decisórios), informação (facilitar o acesso a informações necessárias, para que sejam compartilhadas com as pessoas envolvidas no processo), recompensas ( incentivar o indivíduo na execução do trabalho bem feito, comprometendo-se em recompensá-lo de forma adequada) e competências ( definir as competências necessárias para o alcance de objetivos organizacionais e oferecer ao indivíduo recursos que lhe ajudarão no desenvolvimento destas competências).

Para KANAANE (1999), a importância dada aos aspectos subjetivos de cada funcionário e as ações executadas por cada equipe caracteriza-se como administração voltada para o indivíduo e busca habilitá-lo e encorajá-lo a tomar decisões, administrar as mudanças, inovar, comprometer-se e interagir com os demais indivíduos, criando um clima favorável na organização e ampliando seu desempenho.

Ainda segundo KANAANE (1999, p. 43), “Incorporar o estilo de administração centrada no indivíduo tende a tornar-se algo complexo, uma vez que se constata, muito raramente, que tal abordagem é assumida efetivamente na organização. O indivíduo que postula uma filosofia centrada na pessoa pode frequentemente conseguir maior flexibilidade e liberdade de ação; no entanto, são remotas as probabilidades de que a abordagem penetre natural e verticalmente na estrutura organizacional e obtenha resultados concretos”.


Diante disso, percebe-se que apesar da administração centrada no indivíduo proporcionar maior criatividade, liberdade e valorização do potencial humano, torna-se complexa pelo o fato do administrador ter que buscar uma maneira que atinja tanto os objetivos individuais e grupais, quanto os organizacionais, podendo não resultar nos resultados esperados pela organização.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Marli

    Marli


    20 anos, Administradora formada pela Faculdade Sete de Setembro - FASETE.Cursos profissionalizantes em informática, com o sistema operacional Windows(2009), Auxiliar administrativo(2009),Promotor de vendas(2009), Atendente(2009), Telemarketing(2009), Telefonista(2009), Recepcionista(2009 e 2011), Participou de vários Seminários, Palestras e Minicursos nas mais variadas áreas. Atualmente trabalha no Setor de Tributos e Arrecadação da Prefeitura Municipal de Jeremoabo. Amante de Marketing.

    café com admMinimizar