A vida começa aos 40: possibilidades e desafios para o Administrador

O que significa dizer que a vida começa aos 40? Ora, trata-se de uma idade de ruptura.

O que significa dizer que a vida começa aos 40? Ora, trata-se de uma idade de ruptura. Jair Moggi, autor do livro Assuma a Direção da Sua Carreira, diz que, por volta dos 40, começamos a fazer perguntas como:
Quem sou eu realmente? Qual é o sentido da vida? Era isso que eu esperava? O que me dá satisfação? Que valores tenho? O que faço é coerente com os meus valores? Nós confrontamos toda a nossa experiência de vida com reflexões que podem nos proporcionar linhas de fuga, novas direções. Um novo começo, por assim dizer.



A profissão do Administrador está comemorando 40 anos no Brasil. Que tal se nós -administradores de todas as idades - fizéssemos as mesmas reflexões típicas dos 40, tomando como base a Administração, no sentido de descobrir o verdadeiro significado de ser um Administrador e revelar as possibilidades por trás desse fato?


O que significa administrar? O desafio é descartar as respostas imediatas que nos vêm à mente:

planejar, organizar, coordenar e controlar; ser eficiente, eficaz e efetivo; inovar; ser flexível; ter visão estratégica, capacidade de liderança e de decisão; etc. Não que estejam erradas tais respostas, mas será que não existe algo que transcenda o ato de administrar? Não seria a nossa vida menos completa ou até mesmo vazia quando permanecemos apenas no raso, sem explorar a profundidade de nossa própria existência?

Uma pausa para reflexão.

Vivemos em uma sociedade de organizações: nós somos afetados diretamente por essas instituições, mas também as afetamos. Esse é o ponto! Nós conduzimos as organizações, mas as conduzimos seguindo uma lógica meramente instrumental, racionalista. Um olhar mais atento mais crítico - irá revelar que ainda há muitos paradigmas a serem quebrados, há muito o que se consertar nas empresas e há, sobretudo, a necessidade de formarmos e nos tornarmos administradores mais cônscios da realidade, mais maduros e - por que não? - mais HUMANOS. Essa á uma linha de fuga a ser seguida.

Utopia? Idealismo? Não importa. Todas as grandes revoluções nasceram de um ideal, de uma utopia. Ao largo de 40 anos, demonstramos nossa imensa capacidade de organização e de realização. Passamos a exercer um papel crucial na sociedade e a fazer a diferença na vida de incontáveis pessoas. Mas podemos ir mais além. Já que estamos apenas começando, que tal iniciarmos pela construção de um mundo melhor?

Viva a administração!



* O presente artigo foi publicado originalmente na Revista Brasileira de Administração, Ano XV, n. 50 - Edição Especial Comemorativa dos 40 anos da Profissão do Administrador - Setembro/05.


ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.