A verdadeira felicidade

Pode ser que você não precise ir tão longe para ser feliz, porque a verdadeira felicidade está mais perto do que imagina.

Quem poderá nos dizer onde e quando encontraremos a verdadeira felicidade? Há um caminho certo a trilhar que nos permita chegar a um único destino denominado “felicidade”? Haveria uma receita pronta, ou talvez, uma fórmula mágica em que pudéssemos realmente aprender a ser feliz?

Há quem diga que é feliz com pouco, ou até mesmo com quase nada; há quem seja feliz sonhando em ter muito; há quem esteja feliz aqui, assim como há alguém feliz lá. Alguns estão felizes trabalhando em cima de seus infinitos sonhos ou planejando grandes lugares onde desejam chegar, enquanto, outros não entendem nada sobre sonhar, planejar e muito menos têm idéia de onde querem chegar.

Mas será que seríamos felizes se soubéssemos onde encontrá-la? Será que trilhando esse caminho, o mesmo realmente nos permitiria chegar a esse tal “destino”, chamado “felicidade”? Ou quem sabe, essa fórmula mágica, receita, seja lá o que for, existisse mesmo, será que finalmente seríamos verdadeiramente felizes?

Agora, pensando por outro lado, por que nos preocupamos tanto com a felicidade? Será pelo enorme desejo que cada um carrega dentro de si, de estar verdadeiramente feliz consigo mesmo, ou por todas as vozes que estão ao seu redor dizendo que você tem que ser feliz, e caso não esteja, não importa, porque mesmo assim terá que demonstrar que é feliz? Sim, você tem que ser, as redes sociais praticamente lhe imploram que esteja sorrindo o tempo todo, caso o contrário você é considerado estranho, anti-social ou até mesmo infeliz; No trabalho, é uma questão de ser simpático, esteja você bem ou não, simplesmente sorria e demonstre alegria (os clientes precisam disso); Sorria o tempo todo, seja feliz o tempo todo; Sorria, você está sendo filmado; Sorria, só ria! No entanto, a mesma sociedade que lhe impõe essa demonstração excessiva de felicidade, é realmente feliz ou está apenas vivendo na superficialidade, em um mundo de aparências? Porquê a verdadeira felicidade não está na superfície, assim como ela também não está somente nas coisas grandiosas da vida, mas também na simplicidade, ela não está somente em ter, mas em ser; É possível encontrá-la na pequenez, nem sempre no muito, mas também no pouco; Não somente em dias de sol, mas até mesmo nos dias de chuva; Talvez em estar rodeado por inúmeras pessoas, ou simplesmente na solitude; Pode ser que esteja no ato de ser amado, ou em outros casos em amar; Para uns em ser ajudado, para outros em ajudar.

Afinal, onde a felicidade está? Aqui ou lá? Perto ou longe? Qual é a sua dimensão? Há uma maneira de medi-la? Ela realmente existe, ou será algo fictício?

Pois bem, creio que chegamos a uma conclusão: A felicidade não tem lugar certo, não tem hora marcada, assim como ela não é igual para todos, e não se apresenta da mesma maneira para toda a humanidade. Sendo assim, nem sempre onde você se sente feliz, todos se sentirão; nem sempre o que lhe é motivo de felicidade, será para o teu próximo; nem sempre a felicidade para você, será considerada felicidade para o outro. E sabe o porquê de tudo isso? Porque a sua felicidade está dentro de você, e de mais ninguém... Está na maneira em como você enxerga o mundo, as pessoas à sua volta, os seus sonhos, as situações e principalmente em como você vê e vive a vida!

No entanto, é necessário ter cuidado para não buscar ser feliz incessantemente, pagando qualquer preço para conquistá-la, pois aquele que busca demais pela felicidade, acaba esquecendo-se de ser feliz, aqui e agora. É essencial que aos poucos, você descubra o que lhe faz feliz e que acima de tudo entenda que a sua felicidade só depende de você, e de mais nada, nem ninguém. Saiba que você jamais precisará ir tão longe para ser feliz, porque a verdadeira felicidade está mais perto do que imagina.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento