A trajetória de Bill Gates, o dono da Microsoft
A trajetória de Bill Gates, o dono da Microsoft

A trajetória de Bill Gates, o dono da Microsoft

Um garoto com o rosto cheio de espinhas, magricela, desengonçado e introspectivo, que vivia em permanente conflito com a mãe, torna-se o homem mais rico do planeta

Na semana passada o assunto abordado foi sobre a apresentação de “Como Montar e Gerenciar o Seu Próprio Negócio”. E, dando continuidade ao projeto, a postagem de hoje é sobre a "Trajetória de Bill Gates, o dono da Microsoft".

Bill Gates nasceu em 28 de outubro de 1955, na cidade de Seattle, no estado de Washington, nos Estados Unidos da América. Ele pertence a uma família rica, com tradição nos negócios, na política e nos serviços comunitários.

Aos 11 anos, William Henry Gates III (seu nome de batismo) vivia entrincheirado no quarto, lendo um livro após o outro, com avidez incomum. Era então um garoto com o rosto cheio de espinhas, magricela, desengonçado e introspectivo, que vivia em permanente conflito com a mãe, Mary, uma mulher de personalidade forte.

Em 1975, Gates abandonava o curso de Direito que detestava, na concorrida universidade de Harvard, para criar a Microsoft.

No final dos anos 90, aos 42 anos, o pensador de Seattle tinha se tornado o homem mais rico do planeta, com uma fortuna estimada em 40 bilhões de dólares, fortuna que acabaria por despertar impressionante torrente de hostilidade, patrocinada pelos concorrentes e pelo Departamento de Justiça Americano, sob a acusação de formação de truste para monopolizar o mercado de programas de computadores, os chamados softwares.

Porém, Gates não parece se intimidar. Na vida do menino que conseguiu transformar a opressiva convivência com a mãe em algo ameno e saudável, nada parece ser suficientemente avassalador. Sabe que o risco é grande. A exemplo do que aconteceu, em 1911, com a Standard Oil, do magnata do petróleo Rockefeller, a Microsoft pode acabar retalhada. No caso específico, dividida em duas empresas, arrefecendo, assim, o controle que exerce com a venda de nove em cada dez programas para computadores pessoais e, também, comprometendo o seu avanço sobre a Internet.

A visão que cultiva é uma combinação de otimismo e disposição para o combate. Ele vive e respira o cotidiano da Microsoft. Como Henry Ford, desenhou modelos para produção em larga escala e cercou-se de uma autêntica elite de trabalhadores.

As ações da Microsoft valem, hoje, 254 bilhões de dólares, bem mais que as da IBM, que valem 167 bilhões de dólares, sua ex-parceira e atual rival – na realidade, esses valores são referentes ao ano em que foi escrito este artigo; pois, atualmente, os valores das ações da Microsoft são de US$ 389,24 bilhões.

Mas, o que pesa na balança, o patrimônio de verdade, é o quadro de mais de 90 mil funcionários ao redor do mundo – atualmente são 118 mil funcionários –, que reúne a fina flor dos cientistas e pesquisadores das Américas e dos demais continentes.

Como Da Vinci, não parou de imprimir uma nova estética naquilo que faz e de inventar novidades. A exemplo de Ford e Da Vinci, ousou ir além dos limites de sua época, realizando o que era considerado impossível.

Não fosse ele, o comércio eletrônico talvez não passasse de uma ficção e a humanidade ainda estaria muito distante do sonho de Adam Smith de tornar absolutamente transparente as operações comerciais, com cada comprador sabendo exatamente o preço de cada vendedor e, este, conhecendo a exata capacidade de pagamento do comprador.

Como leitor de Smith, o autor de "A Riqueza das Nações", ele não se cansa de repetir que o mercado eletrônico tende a transformar-se numa espécie de bazar “universal e definitivo”, onde todos ganham. Seja na economia de preços e tempo, seja pela emergência de novos padrões de venda, novas formas de comunicação e, sobretudo, de uma nova cultura. (continua no próximo post)

Espero que você tenha gostado da primeira parte da “Trajetória do Bill Gates, o dono da Microsoft”.No próximo artigo irei escrever sobre a segunda parte de sua trajetória. Aguardem!

Texto baseado no meu livro “Montando e Mantendo o $eu Próprio Negócio

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento