A temível escolha da profissão

Tomar decisões não é uma tarefa fácil. Escolher a atividade profissional de uma vida toda é uma das mais difíceis

Fazer escolhas já é algo complexo em qualquer idade, portanto, escolher a profissão aos 17, 18 anos é algo que assusta qualquer vestibulando. Além de toda a pressão interna a respeito da responsabilidade de decidir o que fará pelo resto da vida, é preciso refletir sobre quão rentável será essa atividade. Ao mesmo tempo, há a pressão da família, dos amigos e da mídia, que não se cansam de palpitar sobre uma decisão que é pessoal e intransferível.

A dica para manter a calma e não perder o foco dos estudos é imaginar com clareza como estará sua vida daqui a 10 anos. O que você gostaria de estar fazendo? A resposta norteará a melhor decisão. Caso a escolha não venha tão facilmente, podem-se seguir as dicas abaixo:

  • Leia os encartes de universidades conceituadas e separe, dentre os cursos oferecidos, aqueles que mais interessam.
  • Procure na internet informações detalhadas sobre esses cursos: suas rotinas, campos de atuação e média salarial.
  • Caso tenha a oportunidade, converse com profissionais atuantes e pegue dicas sobre o mercado e a realidade da profissão.

  • Com esse material, imagine um breve plano de carreira e verifique se você vai conseguir chegar onde deseja (financeiramente e em relação à realização pessoal) escolhendo essa profissão.
  • Caso as dúvidas ainda persistam, procure orientação profissional. Muitas escolas oferecem orientação vocacional aos alunos como atividade extracurricular, mas também é possível procurar ajuda psicológica para a realização de testes vocacionais, que auxiliarão nessa escolha tão importante.

Lembrando que teste vocacional de verdade só pode ser aplicado por psicólogos credenciados pelo Conselho de Psicologia. Os “testes” que são encontrados na internet não são 100% confiáveis.

ExibirMinimizar
aci baixe o app