A TECNOLOGIA MODERNA INVADE SUA PRIVACIDADE OU FACILITA A SUA VIDA

A TECNOLOGIA MODERNA INVADE SUA PRIVACIDADE OU FACILITA A SUA VIDA A etiqueta eletrônica pode ser considerada a sucessora do código do barras. Ela permite dar uma identidade única a um objeto, animal ou pessoa. Alguns tipos de etiqueta eletrônica também podem gravar na sua memória outros dados relevantes durante sua trajetória, que serão recebidos e enviados por ondas de rádio (radiofreqüência). A tecnologia utilizada é chamada mundialmente de RFID (Radio Frequency Identification) e tem aplicações em diversos países, inclusive no Brasil. Sistema inteligente A informação recebida é tratada por um software, que "sabe" o que fazer com ela. Esse programa é capaz de "tomar atitudes" de acordo com a informação recebida. Quando receber a informação de que um produto foi retirado da prateleira, pode avisar o estoque do supermercado de que é preciso repor o produto, por exemplo, O cliente entra no supermercado e pega um carrinho com um visor. Ele aproxima seu cartão com etiqueta eletrônica do carrinho, que já sabe quem é o cliente baseado nas últimas compras do cliente o sistema mostra uma lista dos produtos que ele compra com freqüência. No visor é oferecida uma promoção personalizada. Tocando na tela do visor, o cliente escolhe qual item quer comprar. O visor ajuda o cliente, mostrando a localização do produto Quando o cliente retira o produto da prateleira o leitor detecta a ação e avisa o controle de estoque. Assim, evita que o produto falte na prateleira Terminada a escolha dos produtos, o cliente vai ao caixa, mas não vai encarar uma fila imensa. Quando todos os produtos tiverem a etiqueta eletrônica eles serão lidos de uma só vez e, em segundos, a nota estará pronta. O cliente só pára para pagar. Ou talvez nem precise disso: se estiver autorizado, o supermercado pode identificar o cartão de crédito e fazer o pagamento automaticamente. No futuro, armários e refrigeradores poderão avisar o supermercado quando algum item está em falta na dispensa. Leitores da casa inteligente irão identificar o produto quando ele estiver sendo retirado do armário e disparar um aviso ao supermercado, por exemplo. No Brasil, já existem pesquisadores empenhados em desenvolver a geladeira inteligente. Monitoramento contra seqüestros Mais de quarenta famílias no Brasil estão usando um microchip subcutâneo que mistura a tecnologia da etiqueta eletrônica com GPS (Global Positioning System, localização por satélite). Elas são monitoradas a distância, para evitar seqüestros. Caso saiam da região determinada sem avisar, a central de monitoramento entrará em contato. Senão tiver sucesso, enviará uma equipe de resgate. Pedágio mais rápido Em diversas rodovias brasileiras, o sistema Sem Parar permite passar no pedágio sem pegar no dinheiro. Cada carro tem uma etiqueta inteligente, que é lida por um dispositivo no pedágio. O sistema verifica se o carro pode ser liberado e registra a passagem do veículo, para posterior cobrança. SUPERMERCADO DO FUTURO Etiqueta eletrônica Também chamada de "e-tag", "smart tag" ou etiqueta inteligente, é composta por um chip com memória e uma antena. Pode ter várias formas: de cápsula, de adesivo, de brinco, pulseira, entre outras. O sistema Sem Parar, adotado em pedágios de algumas rodovias brasileiras, instala etiquetas inteligentes nos carros. Antenas e leitores Antenas de radiofreqüência são instaladas em locais estratégicos para captar os sinais da etiqueta eletrônica. Ela estimula a e-tag, que irá enviar as informações. O leitor é o aparelho que "entende" esse sinal recebido pelas antenas e irá enviá-las para o software que trata os dados 56 Gado e animais silvestres Algumas fazendas brasileiras já identificam o gado de corte com etiquetas eletrônicas. O animal ganha uma etiqueta eletrônica em forma de brinco, onde ficam armazenadas informações importantes como vacinação, peso e alimentação do animal. Bola de futebol avisa que foi gol Uma bola da Adidas, equipada com a etiqueta eletrônica, será testada pela Fifa em outubro. Quando a bola passa pela linha do gol, emite um sinal para um dispositivo que vibra e avisa o árbitro. Controle de freqüência nas escolas Na escola de ensino fundamental de Rikkyo, no Japão, os alunos não precisam responder a chamada na classe. A etiqueta eletrônica é amarrada na mochila e, assim que o aluno passa pelo portão, ela é detectada pela antena. O sistema envia um e-mail aos pais, avisando que o filho está na escola. Nos Estados Unidos, a escola pública Brittan também decidiu adotar o sistema ArtEstado/Leo Aragão JÁ EXISTE NO BRASIL JÁ E XISTE NO EXTERIORROMOÇÃO Malas no aeroporto são rastreadas Cada mala recebe uma etiqueta eletrônica, que é lida cada vez que passa perto de uma antena estrategicamente posicionada, perto das esteiras. Ao mesmo tempo em que a etiqueta é lida, ela também grava as informações sobre onde passou. Com isso, é fácil rastrear a mala em caso de extravios. (Fonte: Jornal Estado S. Paulo- Kátia Arima) Autor: Cláudio Raza; Administrador de Empresas, Economista, Contador, Pós-Graduado em Gestão de Pessoas para Negócio, Professor Universitário, mais de 35 anos assessorando empresas.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.