A mentira da descentralização

A descentralização pode ser entendida como uma parte do poder do presidente da empresa, distribuído os homens da linha de frente, que por sua vez são treinados para pensarem como a direção

Muito se fala sobre a velocidade das ações de uma organização, e quando esse assunto vem à tona, o que se tem em mente é que a empresa rápida é a descentralizada.

A descentralização pode ser entendida como uma parte do poder do presidente da empresa, distribuído os homens da linha de frente, que por sua vez são treinados para pensarem como a direção, com isso é gerado uma rapidez nas tomadas de decisão.

Notem porém que se houver qualquer desalinhamento das ideias do gestor com o que se pensa a direção da empresa, certamente o mesmo perderá sua credibilidade ou até mesmo o trabalho.

Eis que surge então a pergunta: O que está de fato descentralizado, o serviço ou as decisões?

Avaliando por exemplo uma reunião dos líderes da empresa com a direção, entende-se que a principal tarefa do gestor é mostrar os melhores caminhos a serem seguidos, como, onde investir, quem contratar, quem demitir e como e o que produzir, porém a decisão final, “embasada na pesquisa do gestor”, será da direção.

É claro que em alguns casos são dadas cartas brancas para agir, porem sempre dentro de uma filosofia e modelo capitalista que é: Produzir mais com menos.

No entanto esse é o mundo, pesquisar, estudar e deixar tudo preparado, para que quando a decisão tomada, embasada em seus conhecimentos surtirem efeito, você será o novo promovido a “fazer mais”.

ExibirMinimizar
Digital