A indiferença que mata

A indiferença do cliente ao seu produto/serviço é sinal da falta de relacionamento adequado com ele

Tudo o que uma empresa quer é conquistar e manter clientes. Mas quando o cliente é indiferente aos esforços de comunicação da instituição e dá preferência ao concorrente, o que fazer? Essa tem sido a pergunta de muitos e poucos tem optado pelo caminho que efetivamente promove a retenção ou fidelização desse consumidor.

A maioria acredita que o preço mais baixo é o responsável pela “traição”, mas o que realmente influi nessa decisão é o valor percebido e se pode agregar mais valor com relacionamento. De que forma? Conhecendo muito bem cada um deles.O banco de dados do cliente deve identificar cada segmento e possibilitar informações que permitam, por exemplo, definir ações específicas.

Se a empresa é uma Agência de Viagens, por hipótese, para aquele conjunto de pessoas com idade entre 60 a 80 anos, serão oferecidos pacotes turísticos, elaborados exclusivamente para eles, com palestras, jogos, localidades e acessibilidade próprias para esse grupo.O relacionamento será estabelecido com bailes específicos, material de leitura sobre gastronomia, saúde e bem-estar, entre outras ações.

Se a faixa etária é de 25 a 30 anos, um pacote de lua de mel ou para shows de cantores da preferência desse segmento, certamente terá mais sucesso. Para mantê-los engajados, a alternativa são as redes sociais, mantendo-se uma página no facebook, twitter e instagram.

A indiferença se elimina com relacionamento e produtos adequados para cada tipo de cliente. Do contrário, ela pode dar fim à sua empresa. Diz o poeta e escritor brasileiro, Augusto Branco, que: "um dia você usa de tanta indiferença com alguém que consegue exatamente o que deseja: ser esquecido."

Publicado originalmente no blog Marketing a Qualquer Custo

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento