A importância do fluxo de caixa para a continuidade das empresas

O controle de fluxo de caixa é a ferramenta mais completa para impedir a insolvência da empresa e consequentemente garantir a continuidade dos seus negócios

Mesmo diversos especialistas dizendo que o controle de fluxo de caixa é essencial, nota-se que a maioria das empresas tendem a não fazer ou então fazê-lo de maneira incorreta.

Então, qual é a maneira correta de se controlar o fluxo de caixa?

O fluxo de caixa deve ser planejado e controlado diariamente.

Um bom fluxo de caixa tem que dar uma previsão de saldo de caixa por no mínimo 12 meses. O objetivo deste controle é se antecipar a eventuais crises e insolvências da empresa para que ela não precise buscar recursos bancários ou vender imobilizado para saldar suas dívidas.

A maioria das empresas que não controlam o fluxo de caixa não o fazem por diversas razões dentre as principais posso citar:

  • Não dão a devida importância para o fluxo de caixa;
  • Não querem gastar tempo e nem um profissional para se dedicar a este controle;
  • Acreditam que o fluxo de caixa não pode ser planejado e que isto é perda de tempo;

Realmente não dá pra prever de forma exata o que irá acontecer futuramente, porém o controle do fluxo de caixa é necessário para termos uma noção aproximada do que acontecerá no futuro. Logicamente imprevistos podem ocorrer como por exemplo queda nas vendas ou então um processo trabalhista que a empresa precisará pagar imediatamente. Mas mesmo assim, este controle funciona como um parâmetro para corrigir ou até mesmo impedir eventuais insolvências financeiras.

A melhor forma de fazer um bom controle de fluxo de caixa diário é através de uma planilha eletrônica. Existem sistemas que fazem isso também, porém se for uma micro ou pequena empresa apenas uma boa planilha dará conta do recado.

A alimentação da planilha deverá ser feita diariamente. Na verdade assim que você chegar no escritório já deve abrir ela e só fechar na hora que encerra o expediente. Todas as decisões que gerem dispêndio financeiro deverão ser tomadas levando em conta as informações futuras da planilha de fluxo de caixa. Podemos comprar um novo veículo para a empresa? Podemos investir nesta nova Unidade de negócio? Podemos contratar mais um funcionário? Todas estas respostas devem ser respondidas levando em conta principalmente o fluxo de caixa pois se a empresa quer gastar dinheiro o seu administrador deve avaliar se este desencaixe irá prejudicar no futuro o caixa da empresa.

Então, a principal função do controle de fluxo de caixa é essa se antecipar à ocorrência do eventos financeiros para impedir que a empresa se torne insolvente a curto e médio prazo e consequentemente consiga honrar todas os seus compromissos financeiros tanto com o público externo como com o interno também.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento