A importância do conhecimento das Teorias Científica e Clássica para a Administração

Ser administrador é saber planejar, orientar, organizar e buscar soluções para quaisquer tipos de problemas, foram o que fizeram Taylor e Fayol em suas épocas. É primordial o conhecimento desta teorias, sabendo como originou as Teorias Administrativas. Talvez essas Teorias não sejam os melhores modelos de gestão, mas fez a diferença na época em que foram criadas

Como diz Peter Drucker "Administrar é aplicar o conhecimento à ação", e como referência primordiais para quem estuda ou estudou Administração é entender como se deu a sua origem, quais foram as suas fases e evoluções no decorrer dos tempos, a ausência desse fundamento pode atrapalhar na hora de aplicar o conhecimento à ação. Imagina você se formar na faculdade sem conhecer algumas referências teóricas? Até porque muitas teorias foram úteis em certos tempos e algumas são utilizadas até hoje. O que determina o sucesso de uma empresa é o seu estilo de gestão.

Antes de serem criadas tais teorias, eram os trabalhadores quem comandavam as empresas de forma empírica, por conta disso a produtividade era baixa, já que eram totalmente desorganizados e não era necessário ter qualificações para trabalhar em determinadas funções. Com o surgimento da Revolução Industrial, onde houve um crescimento acelerado, viu-se a necessidade de elaborar uma forma de substituir esse improviso e empirismo para que aumentasse essa produtividade e a eficiência para conseguir competir no mercado.

Então Frederick Taylor conhecido como o "Pai da Administração" foi o criador da Teoria Científica, para aplicar a ciência à administração, tendo ênfase nas tarefas, para que a produção fosse mais rápida, em menor custo e com qualidade, diminuindo o tempo de ociosidade, já que para ele existia muitas falhas na forma como era gerido a produção. Conhecida também como Teoria de Chão de Fábrica, já que para Taylor pudesse entender como é que funcionava todo o processo de uma fábrica trabalhou em várias funções, começando como operário. Ele propõe a racionalização do trabalhos dos operários, por meio de estudo dos tempos e movimentos, ele acreditava que cada operário precisava ser treinado para uma tarefa específica e repetitiva, pois quanto mais ele fizesse determinada tarefa, mais habilidade teria, tornando-se bom e rápido naquela tarefa. Taylor foi o mentor desta administração, posto em prática por Henry Ford que usando essa Teorica conseguia produzir um carro a cada 10 segundos.

Tempos Modernos é um elemento chave para entendermos essa nova era da Revolução Industrial, onde para contornar a crise desencadeada pela Grande Depressão, foi buscado esse novo ritmo de produção, que exigia muito dos trabalhadores, as empresas não pensavam nos problemas que os operários poderiam ter e os exploravam fazendo trabalharem cada vez mais e muito mais rápido conforme o ritmo da máquina, visando somente o lucro, o filme mostra também a inserção da mulher no mercado de trabalho e o trabalho infantil. Isso fez com que houvesse movimentos grevista, pois os trabalhadores cansados, solicitavam uma redução da jornada de trabalho e melhorias nas condições de salários e trabalho, porém como mostra também na série Gigantes da Indústria, eles eram reprimidos pelas autoridades que só se importavam com os interesses capitalista. E foi por conta dessas lutas que hoje temos leis que regem as condições e a redução de trabalho.

Mesmo com esses problemas que aconteceram na época, foi Taylor quem deu o primeiro passo para uma Teoria sobre a Administração em que alguns conceitos são utilizados até hoje.

Já a Teoria Clássica se desenvolveu na Europa pelos trabalhos feitos por Henry Fayol, enquanto Taylor utilizava técnicas que eram centradas do operários para a direção, Fayol estruturou a organização e foi o criador do organograma e tem abordagem inversa a Teoria Científica partindo de cima para baixo, sua ênfase é na estrutura e não nas tarefas e isso fez com todos os setores se relacionassem, a Teoria Clássica é um complemento da Científica, já que Taylor só olhava para o funcionário e a quantidade de produção e Fayol é mais gerencial, ele visava o resultado final da produção e definiu elementos do processo administrativo: planejar, direcionar, organizar, coordenar e controlar.

ExibirMinimizar
Digital