A importância da ginástica laboral nas instituições

A ginástica laboral é de grandíssima importância na vida de funcionários sejam de instituições de cunho privado ou público, pois com todas as cargas de trabalho quem sofre as consequências são os colaboradores que passam a ser reféns de remédios, leitos de emergências e inclusive aposentadorias precoces por danos a sua saúde

A ginástica laboral é de grandíssima importância na vida de funcionários sejam de instituições de cunho privado ou público, pois com todas as cargas de trabalho quem sofre as consequências são os colaboradores que passam a ser reféns de remédios, leitos de emergências e inclusive aposentadorias precoces por danos a sua saúde. Com isso propiciamos uma nova visão para funcionários e principalmente as instituições, tornando-as ferramentas principais de prevenção de acidentes oriundos de trabalhos e com isso oferecerem melhor condições de emprego aos seus colaboradores.

É na realidade uma série de exercícios físicos realizado no ambiente de trabalho, no horário de trabalho, com o objetivo de melhorar a saúde e evitar lesões dos funcionários por esforço repetitivo e algumas doenças ocupacionais.A ginástica laboral dentro das Instituições tanto Pública como Privada serve para ativar os músculos que descansam e relaxar os que trabalham excessivamente durante as tarefas diárias. Com ela equilibra a circulação sanguínea e fortalece os músculos, corrigindo a postura.

Pode ser realizada no próprio setor de trabalho, durante cinco minutos, todos os dias. Na prevenção de doenças ocupacionais, evitando gastos desnecessários por parte dos órgãos de previdência social, na busca por auxílio médico e medicamentoso pelas instituições; sendo que o mais prejudicado é empregado que tem de sofrer e aprender a conviver por vários anos ou para o resto de sua vida com doenças ocupacionais.Por mais surpreendente que possa parecer, a Ginástica Laboral apresenta resultados positivos não somente nas questões Osteomusculares, mas também atuam de forma muito positiva no lado psicológico e na prevenção de Lesões por Esforços Repetivivos.

No entanto, reforço que a ginástica, por si só, não terá resultados significativos, se não houver elaborada uma política de benefícios sociais, além de estudos ergonômicos, da colaboração dos gerentes, dos técnicos de segurança do trabalho, dos médicos ocupacionais e dos profissionais de RH. Mas, fica sem dúvida alguma evidente que a Ginástica Laboral é eficiente na prevenção das doenças ocupacionais e responsável também pela melhoria da qualidade de vida do trabalhador e na qualidade ganhos financeiros das Instituições, que passam a ter os colaboradores motivados e parceiros da Instituição.

ExibirMinimizar
Digital