A importância da caminhada na trajetória profissional

A caminhada é tão importante quanto o seu sonho de chegar lá!

Quando me formei, ouvia muitas pessoas de diversos cursos dizendo que formariam e queriam estar em uma empresa com um cargo alto e salário compatível. Na época, o salário mínimo era R$ 415,00 e as expectativas dessas pessoas eram um salário pós-faculdade de R$ 3.000,00. O problema é que muitos não tinham sequer experiência de estágio.
Não podemos deixar de sonhar, mas é preciso fazer muitas coisas para que esse sonho se realize. Há muitos casos em que isso aconteceu mesmo, ou a pessoa entrou para um trainee que o objetivo é ser treinado para uma gerência. Mas não é sempre e nem com todos que vai ser desta forma.
Sendo assim, é preciso procurar encarar outros cargos menores, empresas de diversos ramos, vários setores (se couber em sua profissão) e até mesmo, é indicado fazer estágios (remunerados ou não) durante o período da faculdade. Assim você "testa" as diversas vertentes da profissão, podendo escolher melhor assim que se formar.

E porque a caminhada é importante? Antigamente, se você tinha anos de experiência na mesma empresa, era mais importante do que o curso superior. Além de poder estar em contato com sua profissão, você vai aprender a se enquadrar nas regras e normas da empresa, saber se o ramo que a empresa atua é o que gostaria de trabalhar, melhorar sua flexibilidade, adquirir experiências, entender como uma empresa funciona como um todo, entender o dia-a-dia da organização, além de saber trabalhar em equipe, adquirir resiliência, paciência, auto-controle e relacionamento interpessoal.
Em muitas empresas familiares, quando o filho do dono forma, geralmente sem nenhuma outra experiência, o pai já o coloca como Diretor e muitas vezes essa pessoa vai ter sérias dificuldades, justamente porque só de teoria não se faz um profissional. Trabalhar fora da empresa familiar é um crescimento muito grande até para sua personalidade, trabalhar em locais que as pessoas não te conheçam. Já vi muitos desses filhos (ou parentes) pedirem aos pais para adiar essa sucessão na empresa, para que possam ter experiências em outros lugares ou até mesmo em cargos mais baixos da própria empresa.

Portanto, somente a faculdade não forma o profissional que você será (e quer ser). Apenas te dá subsídio para que você atue na sua área com um título e teoria suficientes para colocar a "mão na massa". Não despreze seu emprego atual se não for exatamente como queria. Aprenda com ele, pois de todas as experiências, tira-se algum aprendizado.
ExibirMinimizar
aci baixe o app