A Gestão do Conhecimento e a organização que aprende

Em tempos de turbulência, crises econômicas como as de hoje, a gestão do conhecimento assume importância vital para aumentar a produtividade no trabalho com a redução de custos e desperdícios, por conta da competição internacional. Os países emergentes como o Brasil, sofre uma pressão alta de preços por parte dos países importadores do primeiro mundo

Conhecimento é a informação estruturada que conduz a novas tecnologias e novas formas de trabalho e de interação humana. No ambiente das organizações, os recursos são estáticos e dependentes da inteligência humana que utiliza o conhecimento para a solução dos problemas organizacionais.

Se o conhecimento é a informação estruturada, a Gestão do Conhecimento é um processo integrado destinado a criar e disseminar o conhecimento dentro das organizações. Nesta nova era da informação, o capital financeiro já não é o mais importante para a sobrevivência da empresa. Agora, o capital mais importante é o capital intelectual, baseado no conhecimento. O capital humano é diferente, pois não ocupa espaço físico, ele é um ativo intangível.

Em tempos de turbulência, crises econômicas como as de hoje, a gestão do conhecimento assume importância vital para aumentar a produtividade no trabalho com a redução de custos e desperdícios, por conta da competição internacional. Os países emergentes como o Brasil, sofre uma pressão alta de preços por parte dos países importadores do primeiro mundo.

A 1ª. tendência da gestão do conhecimento é o foco na inovação de produtos e serviços que acontece por meio do conhecimento aplicado na busca por redução de custos, melhoria da qualidade e do nível da diversificação.

A 2ª tendência são as conexões globais, por conta da internet tudo está conectado, e a própria internet elimina demoras em todos os níveis, entre trabalhadores e gerentes, entre negócios e consumidores, entre parceiros e os fornecedores das organizações.

A 3ª tendência é a intensidade do conhecimento, como fator crítico de produção, para incorporar o conhecimento em produtos e serviços inovadores e oferecer ao mercado

O conhecimento gera a inovação , que funciona como um motor do desenvolvimento, onde a figura do empreendedor é protagonista na criação do novo ao destruir o atual, tornando-o obsoleto. É a destruição criativa, termo criado por Joseph Schumpeter (1883-1950), para definir um novo ciclo de desenvolvimento na economia de mercado. Os produtos estão ficando obsoletos muito rápido, o ciclo de vida dos produtos, estão cada vez mais curtos, assim como o trabalho das pessoas requer aprendizagem de novos conhecimentos.

Existe nos dias atuais, uma outra crise de desemprego, provocado pelo avanço da tecnologia, é o chamando desemprego tecnológico, onde muitos estão desempregados por conta da falta de preparação. Para combater esta tendência, as organizações bem-sucedidas estão se transformando em verdadeiros centros de aprendizagem, são as organizações que aprendem por meio de seus membros.

Para garantir as condições de mudanças do ambiente e viabilizar a inovação, as empresas estão criando a universidade corporativa, com o objetivo de treinar toda a cadeia de valor envolvendo os parceiros, clientes, distribuidores e fornecedores, para obter vantagem competitiva, possibilitando a entrada em novos mercados nacionais e internacionais.

Peter Senge, autor da Quinta Disciplina, criou a proposta da organização que aprende por meio de seus membros através de 5 disciplinas:

1- Domínio pessoal, que é a aspiração do indivíduo, a sua visão pessoal para fazer melhores escolhas e alcançar os melhores resultados.

2- A visão compartilhada, uma disciplina coletiva que estabelece um foco sobre prósitos mútuos.

3- Modelos mentais, com o foco no desenvolvimento de atitudes e percepção que influenciam a interação entre as pessoas.

4- Aprendizagem de equipes, a disciplina da interação grupal.

5- O pensamento sistêmico, a aprendizagem em toda a organização. Enfim, toda organização com ou sem fins lucrativos, precisa inovar para permanecer no mercado e aprender através do conhecimento, criando a vantagem competitiva, com os instrumentos da qualidade, da confiabilidade, flexibilidade, velocidade, e como ela consegue utilizar aquilo que sabe com rapidez com que aprende algo novo.

ExibirMinimizar
aci baixe o app