A geração Y é ruim ou seu modo de gestão está ultrapassado

Pessoas não podem ser geridas ou tachadas somente levando em conta o ano que nasceram. A gestão vai muito além disso. Criatividade e conhecimento sobre cada um são a chave do sucesso para o sucesso de uma equipe

Hoje temos inúmeros conteúdos sobre a geração Y (nascidos entre o final da década de 70 e 80). Muitas vezes dizendo sobre os defeitos dessa geração, destacando que estão profissionalmente piores que sua geração anterior, o quanto a geração é preguiçosa, como falta com compromisso, como é sem paciência para esperar as coisas acontecerem, entre outros.

Quando vejo esse tipo de conteúdo me questiono em relação a alguns pontos: como estão fazendo a gestão dessa geração? Será que estão seguindo a mesma que era feita há 30 anos? Estão renovando a maneira de pensar? Conseguem gerir trazendo novidades para o dia-a-dia?

Ao fazer a seleção de um novo colaborador, pouco me importo se é da geração X, Y, Z ou qualquer outra letra. Busco informações da pessoa para que seja possível traçar o perfil ideal conforme a vaga estabelecida.

A gestão de pessoas precisa ser cada vez mais criativa, não adianta buscar modelos antigos de autoridade, democracia e tentar aplicar como um gesso em sua organização. É preciso pensar. É preciso aceitar que pessoas são diferentes e é de sua responsabilidade fazer com que tragam o melhor que possuam.

Desde os primórdios existiam os grupos de pessoas que eram preguiçosos, outros que não tinham compromisso, outros que tem pressa para montar sua carreira, outros que pensam em trabalhar em uma única empresa, outros que vivem trocando de emprego, enfim, não se trata de características de uma geração e sim de pessoas. É necessário que o líder conheça o perfil que tem em seu time, conheça cada um individualmente para que saiba como tratar cada situação ou momento.

Continuar com o mesmo modelo de gestão e ensino de 30 anos e aplicar ao seu time sem nenhuma distinção não vai lhe trazer nenhum benefício. Pessoas novas ou experientes gostam de soluções e métodos novos, foi assim com seu avô, com seu pai, com você e será assim com seu filho.

Não julgue uma pessoa pela geração, conheça seu perfil e chegará a conclusões mais assertivas!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento