A força da adaptação

“Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”. (Charles Darwin)

Recentemente fui abordada por um amigo a respeito do assunto: mudança de status quo. Por conta de uma reestruturação de equipes, foi necessário reorganizar o grupo e por consequência liderança. É claro que houve certo desconforto, certa desorganização inicial para que o ambiente voltasse a se organizar em um novo formato. Esse amigo questionava a dificuldade em lidar com toda essa movimentação, então citei a frase de Darwin para ele: “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”.

Toda a natureza nos mostra esse princípio, que mudança é vida. São vários exemplos que cabem aqui, como o da borboleta que precisa passar pela prisão do casulo para então poder voar! Quem se permite mudar de maneira positiva, consequentemente ganha força, agilidade, aprende a ter um novo olhar do contexto e cresce através de uma nova experiência. Então, baseando-nos na frase de Darwin, essa é a oportunidade de descobrirmos novas competências, novos aprendizados, novas atitudes! Em momentos como esse somos apresentados à novas possibilidades, inclusive de redescoberta interior.

Muitas vezes passamos muito tempo pensando, agindo e repetindo as mesmas coisas, então muda o ambiente e, consequentemente, tudo muda, nos transformando juntamente com ele. Sendo assim, positivo é encarar as mudanças como oportunidades de novos aprendizados e de novos horizontes. Dessa maneira, se nos adaptarmos, ficamos mais fortes mais preparados para as inconstâncias e incertezas que batem diariamente em nossa porta.

Ficar parado não leva a lugar nenhum, o importante é adaptar-se ao novo ambiente encontrando novas maneiras de seguir e descobrindo o quanto podemos crescer como pessoas e ganhar com essa atitude!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento