Café com ADM
#

A EMPRESA SOCIAL E O MERCADO CONSUMIDOR

As mudanças decorrentes da globalização tornaram o ambiente empresarial extremamente competitivo e atualmente a vantagem está com quem tem uma sólida carteira de clientes. Em busca de um diferencial competitivo cresce cada vez mais o envolvimento das empresas em programas de responsabilidade social, isso porque estão na vitrine sendo analisadas, questionadas e, também, e compensadas pela sua atuação no campo social. Observa-se, a cada dia que passa, que os consumidores vêm dando preferência para este tipo de empresa na hora do consumo. É o compromisso de adquirir bens e serviços apenas das empresas que realmente tenham uma atitude correta com a sociedade. Passou-se a exigir que as empresas assumam responsabilidades em relação aos problemas e males sociais de sua região. Essa exigência, que antes era cobrada do setor público, agora ela passa a ser uma obrigação das instituições privadas. Essa nova responsabilidade refere-se à necessidade de que empresários cumpram a lei e busquem soluções para os problemas sociais, pois a sociedade tende a cobrar cada vez mais e com maior intensidade uma atitude ética e solidária por parte dos empresários. No longo prazo quem não usar o poder de um modo que a sociedade considere responsável, tende a perdê-lo. Peter Drucker, guru da administração, descreve em sua obra Administração de Organizações Sem Fins Lucrativos que uma empresa saudável não poderá existir dentro de uma sociedade doente. Essa afirmativa retrata a importância da responsabilidade social para a organização e para a sociedade. Dessa forma, a tendência é que se invista muito mais em responsabilidade social e em profissionais conscientes de sua cidadania, ou seja, a responsabilidade social está longe de ser um discurso vazio. Neste novo contexto não basta à empresa ser conhecida por produzir excelentes bens ou oferecer excelentes serviços, mas precisa ser reconhecida publicamente como uma instituição ética e preocupada com o social. A recompensa por essa atuação socialmente responsável vem não apenas dos consumidores como também dos funcionários que passam a se identificar com a empresa e desempenhar suas tarefas de forma mais produtiva. O que se conclui com tudo isso é que as empresas socialmente responsáveis tendem a diferenciar-se das demais e seguir com sucesso no acirrado mercado consumidor.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.