A educação financeira em foco

A crise mostra cada vez mais sua força por isso devemos aprender a lidar com essa ameaça a nossos sonhos financeiros tendo um maior conhecimento sobre finanças pessoais

Em tempos de crise precisamos ter em mente que devemos administrar bem nosso dinheiro, já que suamos bastante para conseguir obter nossa receita, é importante dar real valor ao nosso trabalho.

É fato que as pessoas sabem a importância da educação financeira e de saber de onde vem e para onde vai o seu dinheiro, já que assim é possível superar esses momentos de crise sem muitos problemas e talvez até lucrar bastante aproveitando as oportunidades que aparecem para quem está preparado. Bom, isso é importante, mas não vemos as pessoas buscando um educador financeiro com frequência, ou até mesmo fazendo cursos online sobre o assunto.

Por quê? Talvez seja cultural ou até, quem sabe, por causa das cansativas planilhas; de qualquer forma, esse problema é bem parecido com o de um dentista, já que raras vezes as pessoas buscam um dentista preventivamente, normalmente é quando não aguentam mais a dor no dente que as pessoas lembram que seu plano de saúde cobre a Odontologia completa.

As vezes é até pior, as pessoas só se preocupam em ter o plano de saúde quando adoecem e fica mais difícil cobrir essa deficiência de planejamento com a saúde. O mesmo ocorre na vida financeira, pois, culturalmente somos ensinados a nos preocuparmos com nossa vida financeira somente quando estamos numa situação bem complicada.

Houve, inclusive, um tempo no Brasil que não se falava sobre educação financeira, a hiperinflação criava uma ideia de que o dinheiro não valia nada e o melhor era comprar tudo o que podíamos no momento, para não ter todo o dinheiro devorado pelo pavoroso Dragão.

Mas esse tempo passou, agora os problemas são outros, em geral o brasileiro está endividado, pois passamos por uma onda de crédito fácil, o que permitiu que alavancássemos muito nossas dívidas, mas é uma máxima da economia que a conta sempre chega.

O importante dessas constatações é que devemos ter em mente a importância real de uma boa educação financeira e um controle de para onde vai nosso dinheiro. Vivemos em um país que dá grandes oportunidades para investimentos, o Brasil é sem dúvida o país que mais remunera na renda fixa, então deveríamos aproveitar isso.

Para ter noção real de sua situação financeira, a pessoa pode se perguntar:

  • Sei o quanto ganho por mês? E por ano?
  • Estou inadimplente ou com as contas em dia?
  • Se devo, sei a todos que devo e o quanto?
  • Tenho um plano de ação para quitar minhas dívidas?
  • Tenho um plano que me permita poupar e investir uma parte do que ganho? Ou gasto tudo?

Ao responder essas perguntas a pessoas sabe necessariamente como se encontra sua vida financeira e até mesmo começa a teralguma clareza quanto ao curso que deve seguir para resolvê-la ou até melhorá-la.

É na crise que a consciência de que devemos cuidar melhor de nossas finanças se aflora, não somente pelo aperto monetário, mas porque vemos surgir oportunidades de investimento muito atrativas, sejam ações descontadas ou títulos que pagam ótima remuneração, até imóveis e tantas outras coisas que nos fazem pensar como seria se tivéssemos preparados.

Mas crises são cíclicas, elas vão e vêm, dependendo da necessidade de enxugar excessos econômicos, então, é como diz um velho ditado “na paz, prepara-te para a guerra. Na guerra, prepara-te para a paz – Sun Tzu”. Nossa guerra é contra a crise e seu maior aliado é o consumismo.

Verdade, o consumismo não tem nada a ver com investimento, tudo se resume a se a pessoa sabe de que lado quer estar, vemos pelas propagandas a criação de desejos de consumo, não há nada errado em consumir conscientemente, mas somos bombardeados todos os dias com novas coisas para consumir e se não tivermos um bom plano perdemos a guerra.

Nosso maior aliado nessa guerra é a educação financeira, que nos diz como está nossa situação, como devemos agir e principalmente quanto podemos consumir sem comprometer nosso orçamento. A educação financeira também é útil em momentos de paz, ou seja, na bonança da economia. Quando tudo vai bem, a educação financeira nos diz “poupe e invista para ter oportunidades de se sair muito melhor na próxima crise e quem sabe até conquistar mais”.

Deixemos agora as analogias de lado, o importante é que tenhamos consciência que cada vez mais a educação financeira deverá nos ajudar a superar essa crise e até lucrarmos com ela, enquanto que também nos auxiliará, quando a crise passar, a ter um crescimento de patrimônio e mais paz interior, pois é muito mais fácil passar por uma crise enquanto sabemos que temos dinheiro e ele está seguro.

Então, antes de repugnar a pesquisa da educação financeira, por acreditar somente na visão das planilhas exaustivas, deem uma chance e vejam como pode ser útil em sua vida pessoal, em seu relacionamento e na sua empresa, já que as finanças são um tema de imensa importância. Na próxima semana voltarei a falar sobre a educação financeira e mostrarei como ela vai muito além das planilhas.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento