A cultura em que estamos inseridos

Como você lida com essa cultura?

O que é sucesso? A resposta para essa pergunta jamais será a mesma. Para mim, se pudesse resumir, o sucesso é ter uma vida tranquila perto das pessoas que eu gosto, com a possibilidade de viajar bastante, conhecer novas culturas e ter liberdade para fazer isso quando quiser e não somente 30 dias por ano.

Não quero ter uma mansão ou uma Ferrari e nunca fiquei com vontade de trocar de carro porque meu vizinho trocou. Mas infelizmente na nossa cultura sucesso é ter dinheiro. É ter o carro do ano, uma casa bem grande e uma televisão bem grande na sala. Não sei como é essa questão em outras regiões do Brasil, mas aqui onde eu moro, na serra gaúcha, isso é muito forte. Conversei com amigos e conhecidos de outras regiões do país que já me disseram que a situação se repete em outros lugares.

Já fui duas vezes para o nordeste e durante o tempo que passei lá constatei que a situação parece ser diferente. O que me fez ter admiração por aquela região. Lá as pessoas são felizes, receptivas e não vivem só para trabalhar. Mas porque estou escrevendo sobre isso para você hoje? Essa situação reflete e muito na nossa escolha profissional e na forma com que as pessoas olham para nossas decisões.

Meu pai, por exemplo, trabalha no depósito de uma grande rede de eletrodomésticos aqui da região Sul há 35 anos. Antes de trabalhar com jornalismo e sair para virar empreendedor digital, trabalhei um ano nessa empresa. E saí para trabalhar em um jornal aqui da cidade, já que era a minha área. Meu pai até hoje ainda diz que se eu não tivesse saído estaria ganhando muito mais e com muito mais futuro. Vale lembrar que minha função naquela empresa era abrir malotes, entregar documentos, pagar contas e buscar documentos no Centro. Que futuro! Mas para o meu pai era futuro.

Afinal, sucesso para ele e para as pessoas da idade dele é trabalhar em uma grande empresa até se aposentar. Obviamente ele, assim como minha mãe, não apoiaram e não apoiam a minha decisão de trabalhar pela internet até hoje. Um dos motivos é que eles não sabem exatamente o que estou fazendo, até por não terem o conhecimento básico da internet. O outro motivo é a questão cultural. Hoje se me fazem a pergunta: “o que você faz” as vezes nem eu sei explicar direito. Imagina quando perguntam para meus pais o que eu faço. Seria muito melhor para eles falarem com orgulho que sou médico ou advogado, que trabalho em uma grande empresa e tenho um alto salário. Mas eu fico pensando. De que adianta ter um alto salário, ser gerente de uma grande empresa, ter o carro do ano e uma casa maravilhosa se eu não tenho tempo para aproveitar isso? É uma forma de colocar dinheiro fora apenas para mostrar aos outros que você tem bens materiais. Já uma viagem, por exemplo, tem um valor difícil de explicar. Voltamos diferentes, com outra mentalidade e mais relaxados. Muito melhores do que se ficarmos assistindo um filme em uma grande televisão.

Saiba que entendo você quando passa por essa situação de não ter apoio e parecer que está vivendo um mundo paralelo, onde bens materiais e muito dinheiro não são o principal. Claro que o dinheiro é necessário e todos nós precisamos. Mas você já parou para pensar quanto de dinheiro por mês você realmente precisa para sobreviver? Se você escolher uma vida mais flexível como a de empreendedor digital e trabalhar de qualquer lugar do mundo, essa liberdade pode se tornar o maior salário que você poderia ganhar.

Trabalhar de uma praia, no interior, na beira de um rio ou mesmo com uma vista de tirar o fôlego não tem preço. E quando isso começar a acontecer com você, sua relação com o dinheiro será diferente e você entenderá o que estou falando. Se já está nessa e entende, estamos juntos! E se seus pais ou amigos não apoiam a sua ideia, em primeiro lugar deixe isso de lado.

Fique perto de pessoas que te apoiem e queiram que você seja feliz. E a questão cultural, por mais que seja muito difícil de enfrentar, e é mesmo, é um dos desafios que precisamos superar. E com cada vez mais pessoas seguindo para esse caminho, em pouco tempo vamos mudar essa questão cultural e isso será bom para todos. Teremos pessoas mais felizes, que viajam mais, conhecem culturas diferentes e se preocupam com as suas vidas e não apenas com dinheiro.

ExibirMinimizar
aci baixe o app