A busca pela qualidade

Em um mundo cada vez mais competitivo, o que todas as empresas querem é um lugarzinho ao sol, ter a chance de competir e de se sair bem nesta grande maratona que é a concorrência. Com o mundo globalizado acabaram-se as distâncias - e também a moleza. O consumidor está exigente, e está podendo sê-lo. Além disso, engana-se quem pensa que este é um problema exclusivo de pequenas empresas. Então, como se dar bem, se as coisas estão assim? Para isso, a busca pela qualidade deve figurar como a maior das prioridades de qualquer empresa. Apesar de ser uma questão gerencial, penso que este é um assunto que podemos transportar sem problemas para as nossas vidas. A busca pela qualidade deve ser um movimento constante e intenso, com a finalidade de satisfazer plenamente as necessidades com excelência, e esse exemplo pode ser aplicado desde a preparação do almoço de domingo à produção em massa de carros em uma grande montadora. Ninguém quer gastar tempo e nem dinheiro em coisas que não valem a pena. Mas por que é tão importante se preocupar com a qualidade? Porque o valor agregado dos serviços e dos produtos está intimamente ligado à ela. Este valor é determinado pela experiência do cliente com o seu produto ou serviço e, dependendo do resultado, ele pode nunca mais vir a procurá-lo ou então virar um grande cliente fiel. É claro que a experiência do usuário abrange outros aspectos além da qualidade, mas em nossa aldeia global esse tem sido um dos grandes diferenciais entre empresas de sucesso e as outras empresas.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Camila Marques

    Camila Marques

    Estudante do 7° semestre do curso de Administração do IBGEN - Instituto Brasileiro de Gestão de Negócios, situado em Porto Alegre - RS.
    café com admMinimizar