Café com ADM
#

A Águia e o PT

. . . Voava uma Águia nas alturas, quando foi atingida por uma flecha e caiu ao chão, mortalmente, ferida. Em seus últimos momentos, a águia reparou que a flecha que a havia ferido trazia penas em uma das extremidades. Triste o nosso fim, lamentou a águia, que damos ao inimigo as armas para a nossa própria destruição. É exatamente o que o PT está fazendo na CPIM dos Correios e em algumas entrevistas dadas por pessoas importantes do Partido e até mesmo pelo Presidente da República. Está dando aos seus adversários e inimigos as armas que poderão destruir o Partido! O Diretor Financeiro do Partido assume recursos não contabilizados, o que quer dizer, na verdade, Caixa 2 e justifica a atitude afirmando que todos os Partidos fazem isso e o Presidente concorda com ele! Admitem que o PT é farinha do mesmo saco e um Partido igualzinho a todos os outros Partidos, com os mesmos defeitos e os mesmos vícios! Antes de assumir o Poder Central, o PT, pretensiosamente, se considerava um Partido puro, que tinha o monopólio da ética, da moral, da seriedade e um Partido diferenciado de todos os outros. E tinha mesmo muita credibilidade! Agora faz o que sempre condenou! Hoje o PT é um Partido acuado, medroso, desestruturado e conivente com tudo o que foi feito de errado por alguns de seus ex-dirigentes e disposto a tudo para impedir as investigações sobre as denúncias disparadas pelo Deputado Roberto Jefferson e pela ex-Secretária do Senhor Marcus Valério. Para confirmar isso, basta prestar atenção na atuação dos membros do PT na CPIM. Assumem, indiretamente, a defesa de Marcus Valério e não queriam abrir o sigilo dele e ainda lutam, desesperadamente, para que não seja aberto o sigilo de nenhum ex-dirigente petista. Recebem com estranha naturalidade o fato do ex-Secretário Geral do Partido ter recebido um presente, no valor de R$ 73.500,00(setenta e três mil e quinhentos reais), de uma empresa que presta serviços ao Governo! Evidentemente que ainda há honrosas exceções no PT, principalmente os novos membros da Executiva, que substituíram o Genoíno, o Sílvio, o Marcelo Sereno e o Delúbio, mas dos Senadores e Deputados que estão na CPIM salvam-se apenas o Presidente e o Deputado Federal José Eduardo Cardoso, do PT de São Paulo, que não se submetem ao enquadramento imposto pelos demais membros do Partido. Quando um depoente chega à CPIM com um Habeas Corpus, como foi o caso do Delúbio e do Sílvio Pereira, solicitado pelos Advogados que estão sendo pagos pelo PT, ele já chega com a disposição de mentir, enganar e esconder a verdade, negando-se a responder as perguntas que poderão esclarecer os fatos. É a confissão preliminar de culpa! E essa foi a posição dos ex-dirigentes do PT, plenamente aceita pelo Partido dos Trabalhadores. O discurso de alguns membros do Partido e, infelizmente do Presidente da República é de um cinismo incrível, por achar que quem está colocando o Governo e o PT em má situação são as elites, segundo o Presidente; as forças conservadoras, segundo o ex-Secretário-Geral, Sílvio Pereira; alguns Órgãos de Comunicação, de acordo com o Deputado Federal José Dirceu ou os golpistas de plantão, de acordo com outros! Esquecem-se os petistas, inclusive o Presidente, dos episódios envolvendo os seus filhos, em relações promíscuas com empresas públicas ou que prestam serviços ao Governo; do carro, no valor de R$ 73.500 que, por simples amizade, sem nenhum interesse em jogo, o Sílvio Pereira ganhou de presente de um empresário que ganhou licitações milionárias na Petrobrás; os saques milionários envolvendo Deputados do PT e o abafado escândalo do Waldomiro Diniz, Assessor direto do ex-Ministro José Dirceu. Essas são as armas que os adversários do Governo e do PT estão usando contra o Partido e contra o Governo e que foram fornecidas pelo próprio PT! São as penas que estão enfeitando as flechas lançadas pelos adversários e que podem matar o Partido. É preciso ser bastante humilde como a águia e reconhecer que estão dando aos seus inimigos as armas para a sua própria destruição! . . .
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.