5 razões para nadar contra a maré
5 razões para nadar contra a maré

5 razões para nadar contra a maré

Ser uma pessoa que se encaixa no sistema de forma perfeita e seguir uma vida constante, sem riscos; ou seguir impulsos e viver de acordo com os seus sonhos?

Você já ouviu dizer que “O mundo é dos inconformados”? Pois bem, a sua opinião a respeito dessa afirmação pode dizer muitas coisas sobre você. Há quem diga que essa afirmação é totalmente verdadeira, ou seja, que somente as pessoas que são realmente inconformadas irão se destacar. Há, porém, pessoas que discordam, que pensam que a comodidade tem seu valor, essas pessoas acreditam que seguir o mesmo caminho que a grande massa segue é suficiente para chegar à autorrealização. Tudo isso depende do ponto de vista de cada um de nós. Nesse artigo, minha função será mostrar a você que a inconformidade é libertadora e que nadar contra a maré pode ser muito produtivo.

Quando falamos em nadar contra a maré, a primeira imagem que vem na cabeça das pessoas que ouvem isso é dificuldade. Realmente, nadar contra a fluxo que é considerado natural não é uma tarefa fácil, longe disso, e é por esse motivo que poucas pessoas tentam trilhar esse caminho. Nadar contra a maré não é cômodo, não é confortável. Já admirar a paisagem tranquila e apenas seguir as ondas é fácil, não é necessário dedicar muito esforço, basta se deixar levar. Mas às vezes “se deixar levar” pode custar muito caro, ser apenas influenciado pode custar os seus sonhos, pode custar o protagonismo da sua própria vida. Fazer o que todo mundo faz pode parecer confortável e animador, afinal, o que muitas pessoas pensam é que “se todo mundo está fazendo, é porque está certo” e acabem seguindo os ideais da grande massa, sem levar em conta a sua opinião. E essa é uma das maiores armadilhas que existem.

Os protagonistas de grandes cases de sucesso como, por exemplo, Flávio Augusto, Bel Pesce, Conrado Adolpho, Érico Rocha, entre outros, não se contentaram com o que todo mundo era capaz de fazer. Muito pelo contrário, eles nadaram contra a maré quando foram pioneiros, cada um em uma área específica, criando novos caminhos, fazendo mais do que lhes era solicitado. E essa é uma grande característica das pessoas que tiveram sucesso nadando contra a maré: o inconformismo. Esses profissionais não se tornaram reféns de situações negativas ou restritivas como crise econômica, governo instável, ou mesmo dificuldades financeiras pelo percurso; eles foram além quando acreditaram no seu talento e confrontaram pessoas e situações que poderiam ter impacto negativo em sua trajetória.

Muitas pessoas atualmente reclamam de situações adversas que encontram pelo caminho, que seriam, na opinião delas, os fatores causadores do seu insucesso. Desde um sistema educacional doutrinário até um mercado pouco aquecido, segundo essas pessoas, todos esses fatores restritivos atrapalham o seu crescimento e não permitem o seu pleno desenvolvimento, seja no mercado, seja na faculdade, por exemplo.

Acontece que a realidade de quem empreende, seja numa grande empresa, ou mesmo na sua vida pessoal, é desafiadora e cabe ao empreendedor enxergar isso. Nem sempre as condições mercadológicas serão as melhores, nem sempre ter um bom produto para oferecer será suficiente. É nesse ponto que o inconformismo entra em ação. Aquele que é capaz de nadar contra a maré convive e conhece muito bem a adversidade, motivo pelo qual ele não se deixa abater. Muito pelo contrário, o empreendedor inconformado não permite que fatores negativos tomem as rédeas do seu negócio e é capaz de superar-se.

Logo, é possível perceber que quem nada contra a maré não é autossustentável, mas sustenta-se pelos seus sonhos e por sua vontade de vencer, apesar dos pesares. As pessoas de sucesso não se tornaram “de sucesso” à toa. É por isso que te convido a conhecer cinco motivos para nadar contra a maré e conquistar seus objetivos, sejam eles quais forem, através de perseverança, inconformismo e muita, mas muita força de vontade:

1- A concorrência é pequena

Poucas são as pessoas que estão dispostas a mudar a realidade a sua volta, por isso aqueles que têm força de vontade e coragem para mudar a sua realidade, apesar das condições negativas exteriores, são exceção. Essas pessoas não se contentam em atuar de forma básica, muito pelo contrário, elas fazem mais do que a maioria faz e colhem, portanto, resultados maiores.

2- Tudo se torna oportunidade

Quem nada contra a maré tem visão suficiente para enxergar as oportunidades de longe. Quando não nos contentamos apenas com o básico que nos é oferecido, criamos e aproveitamos novas oportunidades; tudo se torna possível, se for dado tempo e investimentos necessários para que se torne realidade.

3- A autorrealização se torna consequência

Quando todos os esforços de uma pessoa são destinados a algo com que ela se identifica o resultado não pode ser melhor: a autorrealização e o desejo de fazer mais, de se tornar cada vez mais produtivo, alimentando essa espécie de ciclo virtuoso.

4- O trabalho se torna divertido e produtivo

Desafios são sempre divertidos e motivadores, ainda mais quando esses desafios envolvem projetos pessoais. Nada melhor do que um profissional motivado e que se identifica com os seus projetos. Aquele que nada contra a maré está sempre aceitando novos desafios e conquistando resultados espetaculares, acima da média

5- Quem nada contra a corrente se torna mais resistente

O profissional que é capaz de se manter centrado e motivado em um trabalho que lhe exige muito e que ainda conta com interferências externas desafiadoras é capaz de alcançar sucesso em qualquer tarefa. Apesar de exigir muito, o inconformismo com os mesmos resultados é capaz de preparar o profissional para situações cada vez mais desafiadoras e que dependerão da reafirmação da sua capacidade enquanto administrador.

ExibirMinimizar
Digital